Papo de Peru

Papo de Peru - Gigante - Paisagismo
Há quem diga que Natal não é Natal se não tiver peru, e em muitos casos há quem goste do sabor da ave, mas não gosta do fato dela ser mais seca. O mesmo é dito sobre o pernil.
A experiência me ensinou que quanto mais tempo fica no forno mais seco fica o assado, e isso não é exclusividade do peru ou pernil, vale pra pães, bolos, tortas, enfim, tudo o que vá ser feito no forno.
Quando o peru avisa que está pronto o que se faz?
Retira-se o papel alumínio e deixa no forno mais um tempo, para que possa dourar, fica realmente muito mais bonito, mas resseca também; se não bastasse isso, o coitado do penoso ainda é assado durante o dia para que na hora só precise esquentar e secar mais um pouquinho, claro.
Vou dar duas sugestões para quem gosta do peru.
A primeira é colocar sobre o peito várias fatias de bacon fatiado, desde o começo do processo no forno.
Foto Rainhas do Lar
A segunda é colocar algumas pelotas de manteiga ou margarina entre a pele e a carne do peito.Nos dois casos o efeito será o mesmo, a gordura derreterá e penetrará na carne, e fará com que fique mais úmida.
Vai uma terceira dica se precisar esquentar as sobras, no dia seguinte, borrife um pouco de água sobre a carne e não se esqueça de colocar o papel alumínio para evitar que mais uma vez resseque.
Dica sobre o uso do papel alumínio:
O lado brilhante da folha, por ter uma rugosidade menor (é mais liso), propicia menor aderência de alimentos e substâncias na sua superfície, além do que seu índice de refletividade ao calor é maior o que pode aumentar um pouco o tempo de cocção dos alimentos. Assim, tecnicamente falando, o ideal é utilizar-se o lado brilhante para dentro para melhor aproveitamento da fonte de calor.
Já está aberta a votação no site casa.com para escolher entre os blogueiros do site o melhor post de 2009.
Foi difícil escolher um único post para enviar, mas eu escolhi participar com um que tem a cara deste blog - A casa como ela é
Se gostarem é só clicar aqui e votar no meu post.

Um abraço fraterno a todos e até daqui a pouco!

Presentes que vem do mar

As conchas e o ritmo das marés nos ensinam a viver no presente, com simplicidade e alegria.
Um tempinho na praia renova as energias e sossega a alma. Esses são os presentes que o mar nos dá - sempre e de graça.

Para quem pretende passar o final do ano na praia, deixo aqui algumas inspirações que encantam crianças e adultos com sua beleza, por sua simplicidade e é difícil resistir ao desejo de possuí-las.

Luzinhas de Natal de conchas
Esta idéia é da Martha Stewart. Basicamente, usa-se cola epóxi na borda daquelas conchas que a gente usa pra fazer casquinha de siri.

Achei essa idéia muito bacana para dar acabamento em vaso


Aviso aos Navegantes
Não há nada de mal levar alguns exemplares para se lembrar dos dias na praia, fazer alguns enfeites... No entanto, não se deve nunca retirar conchas do fundo do mar ou perturbar as que ainda estão vivas.
Pintura de Karen Bonanno
Desejo uma feliz semana à todos!

Meu Sofá de patchwork


Quando vi esse sofá assim forrado com patchwork pensei na mesma hora; vou tentar fazer o meu. Já que resolvi PIRAR mesmo; - cozinha pink and blue... Cortina da sala rosa bebe... E este sofá me deu o empurrão que faltava. Este da foto é da marca Squint Limited e é um modelo Chesterfield clássico – estava a venda pela bagatela de 4.800 libras.



Mas eu já ia ficar feliz da vida se conseguisse fazer algo parecido com o meu que é bem mais comum já que o charme é o patchowork .Confesso que não foi fácil escolher os tecidos e nem consegui ousar tanto quanto gostaria e fiquei insegura, mas como meu sofá tem uma boa estrutura ainda estava novo e com as almofadas soltas ficou mais fácil porque pude começar por elas.
Decisão tomada fui logo para uma ponta de estoque no caso a Donatteli (isso não é jabá já tinha comprado os papéis de parede lá também) a loja é muito perto da minha casa e comecei a garimpar os retalhos.Encontrei tecidos de ótima qualidade por preços inacreditáveis. O legal é que em pontas de estoque você pode comprar retalhos maravilhosos a preços para lá de camarada. Bueno, não podia gastar muito, mas descobri também que optar por este tipo de forração é infinitamente mais em conta do que comprar apenas um tipo tecido. É fato.
Ano que vem depois das festas espero voltar com mais forças para os ajustes finais da decoração; - pintura dos rodapés, molduras que estou pintando para bolar novos arranjos, arrumação das poucas plantinhas que irão habitar a casa... Afinal o espaço vai ter que se ajustar em um misto de casa, ateliê escritório.



Lustres devidamente recuperados
cantinhos se formando

Foi necessário a cortina entra muito sol mesmo...esse tom deu continuidade nas paredes. Durante o dia as cortinas quase não aparecem, pois o janelão ilumina e trás luz para as plantas e a casa.
Por experiência sei também que nessa etapa da transformação da casa as coisas precisam ser feitas com critério, se não corre o risco de acabar entulhada.
Reciclar é tudo de bom, mas em nome da simplicidade e da reorganização é preciso se desapegar de muitos objetos e é um exercício lembram?!... Já falei disso aqui.
Pois então gastei R$ 117,00 pratas conforme a NF ai abaixo e mais 32,00 (voltei para comprar maisalguns retalhos para aproveitar o embalo).

O serviço caprichadíssimo é da minha amiga Rita rita.cortinas@hotmail.com já mostrei aqui o trabalho dela. E esse sim faço questão de indicar mesmo.
Se o trabalho não for bem executado compromete o resultado final - O que não aconteceu com meu sofá que modéstia à parte ficou uma belezura.
Um dia a casa fica pronta e ai eu começo a trocá-la de roupa e assim sucessivamente... Uma renovação sem fim.
Espero que tenham se inspirado.

Eu acredito em Papai Noel

Imagem Flickr Glorinha Fischer
Não quero ser hipócrita e nem demagoga e dizer que as festas de final de ano são só maravilhas não. Para muita gente me incluindo ai - muitas vezes chega a ser um tormento. As famílias cada vez mais divididas, muitos morando distantes, as ruas, as lojas, os shoppings viram um inferno e no final das contas a gente acaba torcendo para tudo passar logo – Vira tudo uma função!

Mas nem tudo são dúvidas e tristeza no Natal, pelo contrário, essa data deve ser celebrada com muita alegria por todas as famílias, principalmente para as crianças.

Quando era criança apesar de pobres, morava em algum lugar da periferia de São Paulo, sem interpretações please, minha infância foi pobre, mas foi original e a magia da época do Natal com a chegada do Papai-Noel são fatos que ficaram marcados para sempre na minha memória, e que influenciaram inclusive a educação dos meus filhos.

Minha infância foi bem humilde, mas nem por isso meus pais deixaram o Papai Noel passar em branco. Todos os anos eu escrevia a cartinha e esperava ansiosa pela chegada dele, que só vinha quando eu dormia.
A gente ganhava brinquedos só no Natal ou no aniversário, e não todas às vezes que íamos ao supermercado ou no shopping que, aliás, nem existia... E por incrível que pareça nossas vidas não se arruinaram porque não ganharmos tudo o que gostaríamos ou queríamos.
Mas, sendo honesta devo confessar que algo mudou em mim. O encanto se foi. A magia se perdeu. É como se tivesse sido despertada de um sonho encantado, um sonho do qual sinto saudades. O que aconteceu? A resposta é simples: Deixei de ser criança.
Virei adulta e constatei por fim e para meu desencanto, que o Papai Noel existe numa dimensão diferente desta em que vivo trabalho, sofro e sonho.
Lá nessa dimensão distante e especial, ele é muito poderoso: conhece todas as crianças do mundo; é capaz de responder às orações, ou melhor, às cartinhas daquelas que nele acreditam; é veloz o bastante para circundar o planeta nas noites de Natal, distribuindo presentes e por aí vai.
Que velhinho poderoso e cativante! Adoraria de verdade que ele pudesse se mudar desse plano literário-folclórico em que existe e viesse para a dimensão material-humana na qual estamos.Acho difícil. Talvez impossível. Mas nem por isso ouso negar a existência do Papai Noel.

Graças a ele consigo reunir minha família para compartilharmos a ceia de Natal;
Brinco de amigo secreto com meus familiares, amigos, filhos, onde um abraço e um beijo carinhoso valem mais que o presente;
Porque Natal é uma noite festiva onde a família brinca ri e os problemas e diferenças são esquecidos ainda que por algumas horas.
Sei que ele está lá em algum lugar, nas historinhas infantis, no folclore natalino, nas lembranças empoeiradas que preservo da minha infância distante e feliz, no coração de milhares de crianças que continuam a escrever-lhe cartinhas impregnadas de amor e esperança...
A cartinha que retirei nos correiros (abra)
Um pouco de fofurices das amigas do Flickr

Invencionices da amiga Vera Chita


da Adriana Paiva - Artesãos do Projeto Oficina Borácea
Mara Porto - Mini Árvore de Madeira
Eu ainda acredito em Papai Noel!

Ah, você não precisa acreditar em papai Noel, mas pode ser um “Casa do Papai Noel” correios de sua região clica aqui tá!

Vintage

Vivemos um tempo de mudanças intensas, que pedem continuas adaptações no estilo de vida. Talvez por isso – e sem esquecer que a oferta de opções, móveis, acessórios e equipamentos crescem de maneira estrondosa – o desejo de adaptar o visual da casa com mais freqüência se tornou quase irresistível.

Diferente de 10 ou 15 anos atrás – quando redecorar um ambiente significava apenas pintar as paredes e mudar os tecidos, sempre em tons neutros para durar pelo menos cinco anos... -, hoje é impossível resistir a retoques aqui e ali.

Então, porque não tirar lições de um tradicional recurso da moda? O sábio truque de apostar em alguns acessórios e adquirir uma ou outra pecinha rende visual novo e até um estilo.
Você tem percebido uma secreta nostalgia por estofados largos e macios? Anda sonhando em abrir lugar na decoração para um espelho veneziano, uma moldura dourada herança de família?

Esses desejos acreditem, não sinalizam uma crise de saudosismo. A tendência para o estilo vintage é enorme e é uma forma perfeita de renovar a decoração de uma casa com um visual cansado.

Guirlanda pom pom com filtro de café - Veja o pap
Como diria minha amiga Lidiane vamos deixar de trololó e vamos ao que interessa.
Todo mundo sabe que o Flickr é uma das maiores vitrines de artesanato contemporâneo da web. Pois é. Então trouxe de lá pra blogosfera o que vi e muito me inspirou.

Este visual é todo sobre cores bonitas, acessórios bacanérrimos fáceis de pôr em prática com um baixo orçamento -
Veja a seleção aqui.
Espero que vocês gostem tanto quanto eu.


Visualizações

Arquivo

Categorias