A casa como ela é

"Alcançar o bem-estar em casa envolve perceber valores que ultrapassam tendências de decoração, vontade de mudar, liberdade de decorar com humor, histórias de família e, sobretudo estilo próprio.
Se a casa tem papel fundamental na alegria de viver, de sentir-se aconchegado qual é o sentido de buscar na vitrine da loja o pacote completo do contentamento? Mais sensato é recorrer à alma da casa, e de quem vive nela, para decorá-la com legitimidade". 
Li recentemente em uma dessas revistas de decoração essa dica mágica que faz toda a diferença para a nossa casa e estilo de vida

Muita gente teima em levar para casa o sonho que se vende na loja, nas revistas de decoração – seja o móvel, o objeto decorativo, a cor da parede, a TV para lá de moderna ou um determinado piso.
No entanto, depois de tudo pronto as escolhas podem não fazer sentido nenhum, tudo fica com a cara de outra casa de outras pessoas, já reparam nisso??

Pois é, adotar o que está na moda simplesmente porque é moda ou a tendência do momento sem que tenha nada haver com seu estilo de vida, é acabar com a própria personalidade.

Outra coisa também é ter uma casa que esta sempre do mesmo jeito, que nunca as coisas mudam de lugar, que não traga nenhum sopro de renovação.

Pensando exatamente nisso, é que desta vez resolvi seguir minha intuição e deixar a minha casa verdadeiramente com a minha cara. Eu junto tudo que me agrada e fico feliz assim.
Além disso, hoje passo a maior parte do tempo em casa, minhas manhas são despidas de despertador, ferro de passar, batom, carro, metrô... 
Levo três segundos para chegar ao trabalho – basta levantar da cama, tomar meu café, e em segundos vejo meus e-mails, pago minhas contas, escrevo e atualizo sites e depois vou continuar algum trabalho ou projeto que comecei no dia anterior.


Minha mesa de refeições da sala pode ser usada para reuniões de trabalho ou de amigos, pode virar escritório, ateliê...tudo pode se transformar, dependendo da ocasião. Em vez de roupas de trabalho, ou móveis de grife meu gasto principal é com velas aromáticas, perfumes para a casa, flores frescas, CDs, incensos... Um luxo. A desvantagem? É conseguir manter a disciplina.
Afinal, do lado de fora da minha porta tem uma cidade chamada São Paulo, a matéria prima do meu trabalho.

Instalei tomadas para conexões de TV por assinatura e internet em todos os cantos possíveis para que eu possa mudar as coisas de lugar sempre que enjoar, é uma chatice não poder mudar as coisas de lugar por falta de mais pontos de tomadas - Menos no meu quarto, não gosto de equipamentos eletrônicos por lá, acredito que eles interferem na energia entre essas quatro paredes.

Pretendo mostrar algumas das modificações que estou fazendo para renovar meu cantinho, as dores e as delicias tá?!

Não fosse pela falta de mão de obra realmente interessada e profissional já teria terminado.
Outro entrave são as compras, prazos de entregas que não são cumpridos, sem contar com o descaso no atendimento da maioria dos homes centers...

Dicas que li por ai e que concordo plenamente:

- Ponha a banheira se esse for seu sonho e não o melhor piso!

- Não hesite em exibir objetos pessoais que contam sua história e criam uma relação entre você e sua casa.

- Abra mão do que não usa mais, mesmo que seja uma peça importante em algum momento da sua vida! Acredite, tem alguém que precisa de fato dela! Seria importante agora, para essa pessoa e até para você, reciclar seu espaço.

- Faça sua casa com a sua cara, esqueça a vaidade e o modismo, deixe sua personalidade fluir naturalmente.

Deixo abaixo algumas imagens com simplicidade, charme e mais próximas da realidade para curtir o lar e ser feliz.
Cara e casa bem alegre, confortável e acolhedora... Isso é fundamental!

41 comentários:

  1. Yvone,
    Você está certa! É um sonho de consumo chegar na sua casa perfeita. O que você deseja. Espero um dia conseguir isso. É difícil, principalmente quando você vai alterar um espaço, que já pertence a alguém... precisa ter cuidado para não machucar os sentimentos de quem está lá tb (no caso meu namorado).
    Mas quero muito isso.
    Já trabalhei em casa e era ótimo. Sem trânsito, sem roupas sociais o dia inteiro... mas é necessária muita disciplina. Mesmo! Adorava... mesmo porque de vez em quando podemos nos dar certos luxos, né?
    Beijinhos
    Lele

    ResponderExcluir
  2. Falou e disse! Nossa casa tem que ter nossa cara. Não dá pra seguir modismo. Adorei a idéia de ter tomadas espalhadas por toda a casa. Na meu ap, o engenheiro elétrico não foi muito inteligênte, colocou tomada nos lugares mais inusitados e aqueles que realmente precisam não tem..aff.
    Beijokas

    ResponderExcluir
  3. Yvone querida, post perfeito, como sempre...rsss.
    Eu sou a alegria de um decorador, porque não suporto ficar movimentando móveis dentro de casa. Acho que porque minha mãe fazia muito isso e eu, muitas vezes, me sentia perdida dentro de casa. Para mim, aquilo era um terror. Então, na minha casa, tudo fica onde está. É ruim, eu sei, porque dizem que a energia da casa fica erstaganada. Mas como mudo de casa de tempos em tempos, acho que não é tão mau assim...rssss.
    Sério amiga, canso de me acordar na madrugada e não saber em que cidade do Brasil estou. E olhe que até nem mudo tanto quanto algumas amigas que tenho.
    Mas voltando ao tema...eu também estou abrindo mão dos modismos e comprando o que eu gosto - se bem que tudo o que eu tenho em casa ( a exceção daquele sofá, lembra?) eu gosto.
    Ah, em tempo: aquela janela com as paredes de pedra, é a minha cara.
    Beijocas amiga!

    ResponderExcluir
  4. Yvone, eu poderia ter escrito esse texto, pois é exatamente assim que penso. Minha casa é meu canto e tem que parecer comigo, mesmo meus tapetes sendo vermelhos e decorados e com franjas, pois adoro eles assim. Valeu por dividir esse pensamento comigo.
    ;)

    ResponderExcluir
  5. Yvone,certissima voce, minha casa tem a minha cara,so coloco aquilo que gosto, as imagens de hj sao de tirar o folego menina, absolutamente lindas!
    bjs
    Susi

    ResponderExcluir
  6. olá, Santinha!
    perfeito seu post - a casa tem que ter a cara e o jeito do morador - tem ser agradável e aconchegante - as pessoas quando entrarem tem que sentir ser um lar e, não uma revista.
    na simplicidade é possível encontrar muita felicidade.
    fica com DEUS.
    bjkinhas.....

    ResponderExcluir
  7. Ô, Yvone...Que post gostoso, no texto e nas imagens!
    Sabe, que eu ando tão cansada, tão sem tempo pra fazer as coisas que gosto de fazer, não por obrigação, mas por prazer, que ando numa certa crise existencial tardia? Gostaria de ter mais tempo pra ficar em casa e dá até uma pontinha de inveja por você poder trabalhar em casa, do seu jeito, no seu ritmo mas, como escreveu: é preciso disciplina.
    Mas eu concordo com você e tenho tentado passar isso no blog, desde a criação.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. Voce, como sempre, perfeita no que escreve. Um post gostoso de ler e imaginar sempre a casa dos sonhos.
    beijos grandaoooooo

    ResponderExcluir
  9. Ola Yvone...

    Temos pensamentos parecidos...Construi uma casa toda de material reciclado...Ficou maravilhosa...com a minha cara e de minha familia....passe pelo meu blog..e de uma olhada...parabens pelo texto...Namaste...

    ResponderExcluir
  10. Adorei! vc tem toda a razão. Eu vendo móveis e muitas vezes sonhos. As pessoas nao tem noção de que uma ambientação de loja não é a casa real e as vezes se frustram, mas vivendo e aprendendo ne? Aqui em casa adaptamos tudo ao possivel ao gosto, as mudanças e isso é oque vale a pena... poder olhar um comodo e se sentir bem nele, poder mudar tudo de um dia para o outro e principalmente se sentir feliz dentro de casa. Bjo grande querida.

    ResponderExcluir
  11. Amiga!!! Mais uma vez um post maravilhoso!
    Tento deixar minha casa cada vez mais parecida comigo e com minha família, acho essencial.
    Ah, o quarto de hóspedes está as ordens viu?
    Bjo flor.

    ResponderExcluir
  12. Oi Yvone!! Menina que post mais que perfeito!! Concordo muito com você!! Às vezes vejo tanta coisa que gostaria de colocar na minha casa, mais com certeza não seria a minha cara...Amei tudo que escreveu...beijos!

    ResponderExcluir
  13. Yvone, concordo totalmente!!
    As imagens estão lindas, principalmente as flores na janelas....tão primavera....
    Um beijão

    ResponderExcluir
  14. Bom dia Yvone adorei o seu post, isso mesmo, antes eu era meio "deprimido" por as vezes nao conseguir comprar algumas coisas que eu queria hoje percebo que a decoraçao mais agradavel é aquela que nos faz sentir bem e nao aquela que os outros vao se sentir bem, ou que achem que estou podendo pois é caro, agora sou mais feliz! abraços!!!

    ResponderExcluir
  15. Concordo plenamente... decoro minha casa aos poucos pra poder inserir coisas com meu estilo...
    adorei o post...
    bjo

    ResponderExcluir
  16. Querida
    Realmente vc está certíssima, nossa casa tem que ter nosso jeito independente do que está na moda. Dia desses fui com minha prima numa loja de móveis planejados e ela queria colocar as famosas 'cantoneiras' nos armários dos quartos, o vendedor projetista disse que aquilo estava fora de moda, e ela quase desistiu daquele item que para ela era indispensável, acredita?! Bem, vou pedir para ela ler seu post, rsssss.
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Yvone, seu blog é o primeiro que visito hoje, pois me chamou a atenção o título da postagem. E adorei, concordo com tudo que você falou, a casa tem que ter a nossa cara, o nosso estilo. Não importa o luxo, a moda, o piso mais caro, o móvel do designer famoso, o que importa é sentirmos bem e dormir em paz, é ter aconchego, carinho. Estou tentando deixar minha casa assim, com minha cara. Também estou em reforma, mas não para entrar na moda, mas para deixar minha casa agradável para minha família e para mim, acho que estou conseguindo. Não acho que vc não tenha nada diferente para mostrar na sua reforma, gostamos de acompanhar tudo. Mas se é sua opção não mostrar, entendo perfeitamente... mas fico curiosa, curiosa de aprender mais com o que o outro está fazendo, sabe? he he. Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oi Yvone!
    Como sempre, um texto perfeito!!! :D
    Pra mim, minha casa é minha fortaleza, meu castelo e quero que ela me abrace a todo tempo, em qualquer canto. Por isso ela tem que representar o que sou e o que sinto, para sempre estarmos em sintonia.
    Tbm trabalho em casa, e esse é mais um motivo para tentar deixá-la sempre o mais aprazível que posso. Mesmo nas minhas bagunças do atelier, eu me entendo e me acho. Ela ainda não está bem como eu queria, e acho que nunca estará, afinal sou um ser eternamente em transição, e minha casa vai mudando comigo, conforme o vento do meu pensamento! :D
    Bjks e parabéns amada, tuas palavras sempre se encaixam!!! ;)
    *AH! O beagle da segunda foto, parece muito com a minha Frederica, qdo era filhotinha! :)

    ResponderExcluir
  19. olá, Santinha!
    que delícia ter as flores comestíveis para usá-las nas saladas e nos risotos também dá um visual bem bonito, adoro, mas tem muito tempo que não as vejo - tinha na chácara de minha avó, mas.... - tanto é, que tive que utilizar uma receita da net, que por sinal, preciso experimentar, mas, sem as flores não terá graça.
    bjkinhas com carinhos....

    ResponderExcluir
  20. Eu penso exatamente como você !!!
    Quero que as pessoas vejam alguma coisa e digam: "Olha parece com a Márcia" e nunca "olha parece com a Leroy Merlin"...rs
    Beijim

    ResponderExcluir
  21. Yvone,

    Obrigada pelo teu comentário de apoio e amizade nesta fase difícil que passei.

    Vim só para agradecer.
    Obrigada

    Beijos mágicos

    ResponderExcluir
  22. Adorei as fotos e o texto nem preciso dizer né amiga, ta tudo certo, penso exatamente como vc.
    bjsssssssss,
    lena
    (tem selinho no lena-presentinhos p/ vc.)

    ResponderExcluir
  23. Sabe do que eu gosto aqui? Da leveza e da seriedade com que vc escreve seus textos. Com uma maturidade de quem conheceu o verdadeiro sentido da vida sem que para isso estivesse em seu leito de morte, refletindo sobre o que de fato importou e o que foi em vão.

    Gosto do seu jeito simples e completo. Gosto da filosofia menos é mais. Gosto do desapego, da preocupação com o meio ambiente, com a transmissão de valores éticos às crianças.

    Gosto das suas dicas. E gosto também do jeito como vc escreve, mas com todas as qualidades anteriores, isso é um plus. Um detalhe que torna seu cantinho ainda mais charmoso.

    Adoro vir aqui. E aqui me sinto em casa. Porque o seu estilo de vida contagiou seu blog e fez dele uma extensão do seu lar.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  24. Nossa casa é nossa identidade, o carinho e respeito que se tem por ela revela muito de nós mesmos
    gosta da simplicidade, de me sentir bem, receber bem
    tão bom né, quando vc coloca o pé dentro de casa e sente aquela coisa boa!!!
    beijos, bom final de semana

    ResponderExcluir
  25. Só passei para avisar que, como de costume, hoje lá no Mundinho tem entrevista especial. Passa lá.

    Um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  26. Oi...
    Seu texto me lembrou quando eu era pequena e minha mãe de tempos em tempo, mudava a disposição dos móveis para dar um ar novo a nossa casa. Isso porque 3 filhos não davam a condição de comprar móveis novos com frequencia. Certa vez, o ármario que dividia com minha irmã quebrou, e para não ficarmos sem ármario, minha mãe, pediu ao meu pai que levasse para casa várias caixa de leite. Então ela fez uma estante com essas caixas, que se tornou nosso ármario durante alguns meses. Mesmo tendo o simbolo da vaquinha da Paulista, e sendo azul de plástico, aquele áramrio sem dúvida foi um dos mais divertidos que tive.
    Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  27. Santinha!! Casa tem alma de quem a Habita! Digo sempre que tem casas com cara de exposição de lojas ou para vender apto. Adorei tudo que é a tua cara. Com energia e verdadeiro. Um bom final de semana para ti. Beijocas Ana Lucia

    ResponderExcluir
  28. Yvone queriida , sempre gosto muito dos seus textos ... , mas neste vc arrasou !!! Concordo com tudo que escreveu , penso exatamente assim ... Parabéns por saber colocar suas idéias tão bem ...
    Bjuss*

    ResponderExcluir
  29. Uma vez mamae recebeu a visita de uma amiga que nao via a muito tempo.
    Quando abriu a porta cumprimentou e olhou tudo. Mamae mostrou a casa toda. No fim ela disse Nossa! Como sua casa parece com você!Simples!
    E é mesmo!
    Lá em casa em santo Antônio, não existe nenhum quadro na parede.A Mamae tem a desculpa de estar esperando o decorador que papai prometeu.
    Lá em casa tem armarios cheios de louças ,guardadas mas usada em ocasiões especiais.
    Os enfeites são minimos, mas todos querem dar uma passadinha por lá. E uma casa enorme e de pé alto como diziam os antigos.
    E a melhor casa que conheço, a mais agradavel.
    Aqui na Andrea também.Mas cada casa tem o estilo do dono. Aqui é a cara de Andrea.Lá a cada de mamae.
    Parabens pelas dicas.
    Com carinho Monica

    ResponderExcluir
  30. É isso ai, a casa tem que ter a identidade do dono. Cada qual com seu gosto e seu estilo de vida. Brega ou chic, rico ou pobre... O importante é se sentir feliz no seu "cafofo". Quanto ao post do filhos participando dos afazeres achei ótimo e digo que a minha filha já me ajuda e muito bem. Sabe por uma mesa com capricho e na cozinha está sempre me ajudando. Uma fofa!
    Abçs,
    Ana

    ResponderExcluir
  31. ôo amei o cachorrinho no sofa!
    isso ai..aqui a casa não tem a minha cara pq não é a minha casa..minha mãe detesta decoração e qquer ideia de MUDAR AMBIENTES tá tudo com a mesma cara a milênios...
    adorei seu texto bjosss

    ResponderExcluir
  32. Oi Yvone!
    Esta sem dúvidas é a minha filosofia...
    Não hesito de forma alguma em mostrar na minha decoração objetos significativos pra mim, mesmo que aos olhos dos outros, pareçam ultrapassados e fora de moda.
    A minha casa tem que ter aminha cara.

    Uma linda semana!

    BjOs da Re.

    ResponderExcluir
  33. Oi, Yvone!
    Concordo "c'ocê"! Casa simples é mais acolhedora! E tem de ter a nossa cara!!!
    Boa reforma!!!
    Beijins!!

    ResponderExcluir
  34. Yvone,
    O nome do seu blog me chamou a atenção, e resolvi conhecer!
    Gostei muito!
    Engraçado, quando alguém me diz que sonha em ter uma *casa de revista*, sinto calafrios! É quase como viver a vida de outra pessoa!
    Parabéns pelo blog!
    Camis.

    ResponderExcluir
  35. adoreiii, idéias incríveis..
    show de bola
    bjs bjs

    ResponderExcluir
  36. Oi Yvone, estou de volta:)E você como sempre escrevendo com maestria sobre todos os assuntos relacionados a casas e o que acontece dentro delas. Belo, simples, profundo e sábio texto.
    Realmente ir atrás de modismos e "casas de revista" é o pior que pode acontecer. Pois nunca se estará satisfeito. O importante como você bem frisa, é encontrar o seu próprio estilo, que pode muito bem ser "nenhum" estilo ou uma mistura de estilos, desde que isso reflita a personalidade, o gosto e o bem-estar dos moradores.

    Beijos

    ResponderExcluir
  37. Concordo com vc em tudo. As dicas de decoração na revista devem ser aproveitadas nos lugares e situações apropriados. No mais, a casa tem de ter a cara e a alma ds donos. Senão, torna-se apenas uma vitrine para as visitas, se é que há visitas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  38. Sensacional. Tudo é de um bom gosto incrível.Além disso, a criatividade é excepcional. Bravo!

    ResponderExcluir
  39. Grande verdade!

    Até tomei a liberdade de postar esse texto no meu blog.
    Realmente, a maioria das pessoas que vejo por aí não tem estilo próprio para decorar a própria casa.
    Não levam em conta o aconchego, por exemplo, apostando somente no que a "Fulana" fez ou deixou de fazer na sua casa.
    Dificilmente vejo uma casa estilosa, daquelas que a sente sente à vontade!

    ResponderExcluir

Fala que eu te escuto



Visualizações

Categorias