Como aplicar tecidos na parede - parte dois

by Karsten coleção essence déco
Depois de ter passado pela experiência sobre as dores e as delícias do aplique tecido na parede você mesma, resolvi passar mais algumas dicas sobre alguns cuidados que todos devem observar antes de escolher o material para revestir suas paredes.
Para se inspirar
Por experiência, posso afirmar que a maneira como o tecido é aplicado faz toda a diferença para um resultado satisfatório e duradouro.
A priori, todos os tecidos podem ser aplicados em parede independente da composição, porém o ideal são os tecidos mais grossos, pois a má colocação ocasionará em um tecido de aparência enrugada e assimétrico.
Para ficar perfeito eu indico optar por contratar colocação profissional.
O tecido fica lindo, mas dá mais trabalho para aplicar porque é preciso costurar todas as emendas antes de colá-lo na parede, além disso, permite aplicar qualquer tipo de tecido, muitas vezes é o mesmo que reveste alguma peça da mobília da casa.
Mas, se você realmente quiser forrar uma parede, tipo faça você mesmo, é totalmente possível e pode ficar bem legal. Eu forrei minha parede há tempos atrás sem usar manta nenhuma, como mostrou o vido da Casa.Com aqui neste post e durou muito tempo.
Entretanto, no meio do caminho descobri que:
- O tecido a ser aplicado na parede deve ser distribuído por altura, isso porque geralmente os tecidos para decoração possuem largura de 1,40cm, fique atento quanto à simetria do tecido, observe o casamento dos desenhos.
- o ideal é colar primeiro uma espuma fina e depois aplicar o tecido, essa opção é bastante utilizada, pois possui um melhor acabamento, além de atuar como isolante térmico;
- preste atenção quanto ao tamanho da área a ser forrada, porque se você não tiver ajudante... uau! A cola utilizada é à base de água e as paredes absorvem muito rápidas a cola e faz secar mais rápido na parede, se o tecido for muito fino fica tudo molhado e escorregadio, tem que ser the flash se der mole bota tudo abaixo, como não tinha ajudante em casa, preferi contratar um mocinho para me ajudar aplicar.
- A cola que eu recomendo sem medo de dizer a marca é a Cascorez Extra Forte, é encontrada facilmente em todo o Brasil, rende super bem e cola que é uma beleza.
- Finalize seu trabalho com cola dissolvida em água para impermeabilizar o tecido;
- Só corte as dobras e sobras com o estilete depois que o tecido estiver totalmente seco, isso ocorre entre 24 a 48 horas depois, fica mais fácil.
- Meia parede e paredes pequenas e sem recortes são idéias para se optar por este tipo de forração.
- Se a parede for grande e tiver recortes pesquise também opções de acabamentos; madeira, plástico, apliques etc...
- Para facilitar a aplicação, compre materiais de qualidade indicados para essa finalidade como tesouras e estiletes apropriados.
O nome correto dessa ferramenta é estilete rotativo, Funciona como um cortador de pizza, só que: muito, mas, muito mais afiado. Há várias marcas e modelos (para destros, canhotos, com travas, etc).
Ah, use régua de aço para não cortar os dedinhos, além disso, a própria régua ajuda a alisar o tecido contra a parede;
Vale lembrar que a parede tem que estar bem limpa antes de começar o processo.

Enjoou? Quer mudar? É fácil. Basta umedecer bem o tecido com bastante água, ajuda amolecer a cola. Vá puxando pelas beiradas e raspando com uma espátula, como se fosse papel de parede. Sai supre fácil. Dá umas estragadinha na parede sim. Mas coisa pouca.
Como aplicar tecidos na parede parte dois




Desejo uma linda semana a todos!

Atualizando Informações:
Como aplicar tecidos na parede - parte 03
Tecido Adesivo - Agosto de 2014
Encontrei no final do ano passado a dica sobre o tecido adesivo. Pareceu-me um super aliado para quem quer levantar o astral de qualquer cômodo com rapidez. E o melhor: é muito fácil aplicá-lo! Aprenda o passo a passo aqui.

Idéias de presentes inusitados

Passo aqui hoje, especialmente para agradecer a todas as minhas queridas leitoras que tem me acompanhado por aqui e no facebook. Tem sido muito bom conhecer tanta gente bacana para trocar figurinhas, dividir dicas, preocupações e muitas alegrias.

Quero também aproveitar o post para para mostrar presentinhos lindos que ganhei na semana passada da minha prima Anette, artista e arteira de mão cheia.
De seu pequeno, mas recheado ateliê, ultimamente andam saindo costurinhas para a casa e presentinhos diferenciados que ela cria com tecidos exclusivos em algodão importado, inspirado na arte pop e retro.
Meus presentinhos fizeram parte da última coleção de peças desenvolvidas para venda do Grupo Samaritanas em prol da Organização Aliança de Misericórdia
Olha esse tecidinho gente!
Porta copos
Não são de babar esses tecidinhos
Comprar presentes pode ser uma delícia. Ou uma pequena amostra do inferno quando você não tem idéia do que dar para aquela pessoa que já tem tudo.
Clique nas imagens e veja esses jogos americanos
Para quem gosta de almofadas e sabe que elas podem dar um charme especial à decoração, e que podem mudar inclusive a “personalidade” de um ambiente...
Todas as almofadas têm um diferencial e são sugestões ótimas de presente de aniversário, Natal e outras ocasiões, além disso tem ótimas idéias para presentear homens também.
Os preços, assim como outros modelos podem ser conferidos no flickr dela Aqui
São ou não são um charme!

Linda semana para todos. 

Brega e feliz

Todas as imagens são minhas clique para ampliar
Dias atrás comentei num dos blogs que eu visito (esqueci o blog, mas o nome do post era “Como manter acesa a chama do seu casamento”), no qual respondi que é difícil mesmo e para tanto há de se ter uma boa dose de breguice.
Ser brega nos tempos atuais é ter pensamentos singelos. Quer coisa mais brega do que um casamento que dura aaaaaaanos?
Minhas magens clique para ampliar
Os bregas se preocupam em regar seus vasinhos (lembram da frase de regar a plantinha?).
Os bregas dizem eu te amo, compram vasinhos de violeta... Comem frutas no pé, adoram arroz com ovo frito, dormem de roupas podrecas e meia no inverno, fazem figa pra dar sorte, usam talco no pé, espetam o bolo quente com palito.
Tudo por fazer
Depois que nos mudamos para a nova casa (que ainda estou arrumando), tenho sonhado com móveis para os almoços na varanda - sim, minha breguice não tem limites, já aviso que terei uma varanda com sofá, vasos de plantas e até samambaias. Por mais que eu visite sites e revistas importadas, leia a Vogue e outras publicações descoladas, meus olhos se encantam com os momentos bregas da vida.
faz uma figa ai...
Gosto de tapetinhos pela casa, de todos os modelos, artesanais ou não.
Descubro que nada é tão relaxante quanto desabar o corpinho cansado numa cama fofa, depois de cozinhar ou tomar meu bom vinho.
Eu adoro a hora de deitar, coisa gostosa reencontrar meu travesseiro. E se é o dia em que os lençóis foram trocados, melhor ainda.

Um banho quente, a luzinha de cabeceira iluminando o quarto e... cama!

Deitar e esticar as pernas, ajeitar o travesseiro, puxar o cobertor. Pode tanta felicidade?
Seja brega, persista sendo brega. Qualquer dia desses, nós seremos tendência de comportamento.

Lições da natureza

Para todos que gostam de passar por aqui saber se têm novidades e interagir de alguma forma, aviso que estou bem e abraço virtualmente a cada um de vocês pela visita, carinho e comentários que tenho recebido.

Agir de acordo com as leis da natureza é compreender que nem sempre estamos no máximo de nossa força, que os momentos de recolhimento são tão importantes quanto os de explosão e demonstração de força e, acima de tudo, que nossa força criativa reside exatamente nesta alternância.

Como todos que mantêm um blog sabem, por mais despretensiosa que seja a nossa intenção, acaba virando uma extensão da vida da gente. Quando percebemos melhor acabamos colocando ali, em pequenos (ou não tão pequenos) espaços um pouco do que somos, sentimos, pensamos, vivemos…
Clique para ampliar
Nos últimos dias com muito frio e um pouco mais afastada do blog e mais presente em minha própria vida, lembrei de uma tarde de inverno que guardei por toda a existência.
 
Num inverno quando eu ainda era criança meu pai estava precisando de lenha, inventou fazer uma fogueira no quintal. Procurou uma árvore morta no jardim e a cortou. Mas, quando chegou a primavera viu que no tronco daquela árvore que tinha cortado nasciam novos brotos. Meu pai ficou desolado. Então ele disse: "Tinha certeza de que aquela árvore estava morta. Perdera todas as folhas no inverno e fazia tanto frio que os galhos quebraram e caíram no chão, como se o velho tronco tivesse ficado sem vida. Mas agora percebo que ainda existia vida naquele tronco".
No inverno seguinte enquanto a arvore renascia ele voltou no assunto e aconselhou-me: "Não esqueça esta lição. Nunca corte uma árvore no inverno. Não tome uma decisão negativa no tempo adverso. Nunca tome decisões importantes quando se sentir desanimado, deprimido e com o espírito abatido. Espere. Seja paciente. A tormenta passará. Lembre-se: a primavera voltará!".

Só há um tempo em que é fundamental despertar esse tempo é agora.Buda
Desejo uma linda semana ainda que gelada a todos!


Visualizações

Arquivo

Categorias