Um dia no mato

Anos atrás conheci a passeio Visconde de Mauá que certamente muito me inspira a escrever, a pintar, criar e me ajuda também nas poucas conclusões que vou chegando.
Lembro-me de que do alto da serra quando avistamos (eu e o marido) deslumbrados o que havia por descobrir, imediatamente nos apaixonamos pelo lugar.  Frequentamos a região por anos e anos seguidos, até que um dia decidimos comprar um pedaço de terra. Partimos em busca de uma vida melhor, e assim nasceu a nossa pousadinha.
Ao contrário do que muita gente imagina a suposta "dolce vita" cercada de montanhas, cachoeiras, animais e gente de passos leves e fala mansa, tem também seus picos de estresse e ansiedade-além de muito, muito trabalho.
Imaginem pessoas urbanas viverem no meio do mato, incluindo no caminho de casa alguns quilômetros de estrada de chão esburacada e em algumas épocas intrafegáveis,uffa!! A cada tijolo levantado era uma festa.
As fotos abaixo não me deixam exagerar, o lugar parece ter saído de um quadro
adeus carro...adeus...
Para começar a “jornada no paraíso”, foi preciso dispensar algumas tecnologias: não havia telefones, coisa que me deixava enlouquecida por não poder conversar todos os dias com os meus filhos, com minha mãe ou amigos. De início nem luz elétrica havia e tivemos que abrir mão de inúmeros confortos, aliás, de todos os confortos.
A compensação sem duvida, era ter tempo de sobra para refletir pensar, orar e repensar o mundo e tentar vê-lo com as lentes da emoção. E eu estava muito disposta a isso.
Lá podia ficar em silêncio, gastar horas caminhando parar diante de uma cachoeira e tomar banho nas suas águas puras e cristalinas e não pensar em nada.
Podia contemplar diariamente a flora exuberante e perfumada que mostra a suas jóias em cada recanto da Mata Atlântica. Era sim a verdadeira constatação de como a vida pode ser simples.
Viver em um lugar dentro da mata que tudo está em constante movimento, onde tudo depende das estações do ano e apenas a natureza dá as ordens, não é nada fácil. Logo você vê como tudo acontece. Você planta na época certa cuida e vê crescer; há vida no solo, vida que penetra nas sementes, e quando a gente as toca essa vida passa para nós, daí começamos  a perceber a transformação que ocorre; Surgem botões nas moitas, desabrocham flores nas arvores frutíferas, sente-se o perfume das flores silvestres à margem dos rios e córregos, e por toda parte os pássaros voam, pousam e cantam.
Os passáros no paraiso
São como anjos do céu
Para que tenha tanto amor
Assim na terra como no céu
Para que você se acostume
Com a vida eterna que terá
Que será cheia de graça
Como Agora em Mauá


Não existe possibilidade de você não sentir. Cercada de natureza por todos os lados aprendi que o aspecto mais humilhante que ela nos dá é a lição sobre a inferioridade do homem - A natureza é pronta, resoluta, inesgotável.Lança plantas com vigor e liberdade e, quanto menos valiosa a planta mais rápido e esplêndido é seu crescimento já repararam nisso?
Aprendi a amar e respeitar verdadeiramente a natureza, os animais e a poesia que faz pensar com o coração.
vizinhança
meus peludos
E foi em meio ao silencio, a natureza e a sensação de paz que me invadia, que minha veia escritora foi se revelando através de insights, sonhos, reflexões e mensagens transmitidas em meditações diárias. Meditar para mim é silenciar.
Ali também podia ler dois ou três livros ao mesmo tempo.
Em meio a tal santuário inspirador comecei a pintar, criar objetos, inventar coisas, costurar e tudo que fosse manual.
Espero que tenham gostado da viagem

31 comentários:

  1. Estou sem palavras, na verdade perdi a respiração passeando pelo post. Apaixonei-me simplesmoente. Meu sonho visto neste post.
    Bjs
    Lita

    ResponderExcluir
  2. Um paraíso!!!
    Amei as fotos e tenha certeza que vou conhecer.
    Beijocas.
    Fátima.

    ResponderExcluir
  3. Menina, é isso que eu preciso, de um canto longe de tudo para pensar na vida e renovar as energias.
    Gostei?
    amei!!!
    bjss

    ResponderExcluir
  4. adorei a viagem! que delícia sentir a natureza (ao mesmo tempo, que medo de ouvir as vozes interiores em meio ao silêncio)....
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu amei o post, as fotos, as paisagens....a reflexão...simplesmente inspirador!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Yvone querida, que lugar mais lindo!! Fiquei de boca aberta babando!! Amo o campo e acho que me adaptaria perfeitamente a esse ambiente! Um beijo!!

    ResponderExcluir
  7. Santinha, plainei junto nesta embarcação!

    Obrigada por transcrever emoções vivenciadas, difícil de descrição, mas o fez com tamanha perfeição.

    Mauá é santuário da riqueza da flora e fauna, da vida dentre todas as possibilidades.

    Parabéns, Escritora.

    Beijo Grande.
    Paty

    ResponderExcluir
  8. Nossa, Yvone, que delícia!!! Amei tudo, tudinho, as fotos e seu texto maravilhoso!!!
    Você é uma pessoa espiritualizada, e espero muito a hora de te conhecer!!!
    Beijão
    Vero:)

    ResponderExcluir
  9. Yvone,
    Achei a viagem maravilhosa.
    Estive em Penedo, que fica bem pertinho de Mauá, em duas ocasiões diferentes. Queria muito ter aproveitado para conhecer esse lugar tão maravilhoso ( e inspirador, como você provou), mas nas duas vezes a estrada estava meio intransitável.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Santinha, adorei o texto, super bem escrito. E as fotos estão lindas também!

    Quanto às idéias, já conversamos um pouco, não foi ? Minha meta é exatamente essa, e agora estamos numa parada no meio do caminho, esperando o momento de continuar, mato a dentro. :-)

    Quanto ao teu paraíso na serra, qualquer hora mando as crianças pra casa da vó e vou namorar um cadim lá. Me aguarde !

    Bjobjo

    ResponderExcluir
  11. Menina,
    Me indicaram esta viagem e pelas suas fotos, é realmente tudo lindo!
    Beijos
    lelê

    ResponderExcluir
  12. Yvone
    Não sou muito fã de mato, mas a paisagem que se vê lá é a melhor de todas, não acha?
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Que lugar maravilhoso e o que escreveu sobre ele me deu vontade de pegar a estrada e ir por estas bandas.
    Vamos no carnaval para Pirapora.
    Imagino que também seja um lugar delicioso.
    O pessoa da roça tem uma beleza que ninguem da cidade tem. A pureza de alma
    Com carinho Monica

    ResponderExcluir
  14. Nossa Yvone, fui com vc e fique lá... vai doer pra voltar!!!
    Amo muito tudo isso!
    Bjoooooooooo! ;)

    ResponderExcluir
  15. Yvone obrigado pelo votos de feliz ano novo, eu que falo lindas imagens!! Acho que agora estou precisando é de um passeio no mato tambem, esses lugares sao encantados e muito belos, sabe que ja reparei as ervas daninhas sao as que crescem mais rapido, sera pq? Enfim sao daninhas mais sao importantes tambem, eu um dia queria poder morar mais perto da natureza com algumas mordomias eu adoro cuidar das plantas e inventar coisas manuais, um abraço bem apertado!!

    ResponderExcluir
  16. Nossa, amei o post e as fotos, muito lindas . A minha favorita foi do menino puxando o cavalo, escoltado pelo cachorrinho!

    E sobre suas "manualidades", dispensam comentários, de tanta lideza!

    Bjo

    ResponderExcluir
  17. Oi Ivone
    Apesar de meu blog ser de crochet eu dei uma passadinha por aqui e já coloquei- a entre os meus preferidos.

    Bjs heloisa

    ResponderExcluir
  18. QUE MARAVILHA!! QUE SENSACÁO DE PAZ VC ME PASSOU!!
    GOSTOSO DEMAIS, AMO A NATUREZA E TDO QUE DELA SE TRANSFORMA!!
    TDO Q SE TRANSFORMA EM VIDA!! EXOSTE COISA MAIS LINDA!!NAO!!

    BJOS.
    JUSSARA

    ResponderExcluir
  19. A adaptação pode ser um pouco difícil, mas sem dúvida vale a pena!
    Estive em Visconde de Mauá na semana retrasada e foi muito bom ver aquelas paisagens encantadoras! Na verdade, passei alguns dias em Penedo e num deles dei uma esticada até Mauá.
    Adorei seu post e as fotos!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Sem palavras. Simplesmente tudo muito lindo.
    Bjs,

    ResponderExcluir
  21. Nossa, Yvone! Viajei em pensamentos, relembrei minha infância junto a natureza, a vovó cozinhando no fogão a lenha, queijo fresco, plantas, animais, vida!
    Maravilhosa essa sua viagem, hein?!
    Me encantei.
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Querida,

    Amei o post e as fotos. Jà vivi num lugar assim, bem do jeito que eu sempre sonhei. O próprio paraíso há 15 km de um centro urbano grande. A força da natureza e o silêncio interior proporcionaram um inédito encontro comigo mesma. Sinto bem o que você diz e sinto falta, às vezes, daquele pequeno pedaço de paraíso em que vivi. O silêncio daquela vida fez-me em contato com insights e reflexões muito importantes sobre mim mesma, sobre a vida, sobre os relacionamentos. O mágico é que a vida como a natureza tem estações e estas não são estáticas. Hoje vivo em um apartamento na cidade, mas é a estação do urbano nesse inesgotável ciclo da vida. As lembranças do campo e o vigor da cidade me inspiram na construção de novos personagens, numa nova viagem literária. Beijo grande o obrigada por compartilhar tal encantamento.

    ResponderExcluir
  23. Querida td bem com vc, que lugar liiindo !!! Vc viu qta gente gostaria de morar num lugar assim,depois que está td bonito e arrumadinho é fácil não é, conheço bem esse filme, qdo vim p/ MT morei em cada lugar que nem te conto rsrssr, mas p/mim novidade é td de bom, então fui ficando, ficando e deixando meu lugar cada vez mais bonito.
    bjs,
    lena

    ResponderExcluir
  24. Olá

    Achei este blog na blogosfera e ele é de +, com belas imagens e posts inteligentes.
    Ficarei imensamente feliz com sua visita e se me seguires, te seguirei também.
    http://amigadamoda.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Amiiiiga que post lindoooo!!
    Só tenho a agradecer Visconde de Mauá por ter lapidado você e devolvido-a para nós, com toda essa ternura e experiência.
    Amei.
    Parabéns.
    Beijocas!

    ResponderExcluir
  26. Yvone, já passei uns dias com a família na região e, embora seja quase impossível manter-se dentro d'água congelante, foi uma delícia entrar nas cachoeiras. No entanto, a melhor recordação que guardamos, foi uma pizza maravilhosa, que comemos num restaurante simples, no forno à lenha. ( Essa família, só pensa em comida, já viu, né?)
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  27. Santa do céu!!! rsrs Não sei se me emocionei mais com o texto ou com as fotos... os dois juntos, é claro!!! Você não tem ideia de como falo pro Haroldo aqui em casa na vontade de conhecer Mauá, da terra crua, boa!!! Me sinto um pouco íntima de sua história com a pousada e com a região, pois vc já me contou bastante coisa lá no blog tbem. Só tenho a agradecer por tudo o que transmite aqui, inclusive por esta verdadeira aula de "comunicação hoteleira", rsrs
    Agora vou voltar a labuta e espero de coração um dia poder transmitir o que meus olhos vêem e o meu coração sente, como você!!!
    Mil beijocas da Pri

    ResponderExcluir
  28. Amei amei amei tudo... mas esta cortina com bolsinhos, é um sonho!
    e os fuxicos brancos!! e o pôr do sol! lindos!!!
    Se te apetecer, dê uma espiada no meu blog, no dia 14 de setembro, tem uma foto das cortinas da sala aqui de casa... não chega aos pés da sua hehehehe mas eu adorei fazer!
    beijinhos
    Josi

    ResponderExcluir
  29. to precisando demais de um dia desses, um dia so nao, uma semana? um mes??

    ResponderExcluir

Fala que eu te escuto



Visualizações

Categorias