Lições da natureza

Para todos que gostam de passar por aqui saber se têm novidades e interagir de alguma forma, aviso que estou bem e abraço virtualmente a cada um de vocês pela visita, carinho e comentários que tenho recebido.

Agir de acordo com as leis da natureza é compreender que nem sempre estamos no máximo de nossa força, que os momentos de recolhimento são tão importantes quanto os de explosão e demonstração de força e, acima de tudo, que nossa força criativa reside exatamente nesta alternância.

Como todos que mantêm um blog sabem, por mais despretensiosa que seja a nossa intenção, acaba virando uma extensão da vida da gente. Quando percebemos melhor acabamos colocando ali, em pequenos (ou não tão pequenos) espaços um pouco do que somos, sentimos, pensamos, vivemos…
Clique para ampliar
Nos últimos dias com muito frio e um pouco mais afastada do blog e mais presente em minha própria vida, lembrei de uma tarde de inverno que guardei por toda a existência.
 
Num inverno quando eu ainda era criança meu pai estava precisando de lenha, inventou fazer uma fogueira no quintal. Procurou uma árvore morta no jardim e a cortou. Mas, quando chegou a primavera viu que no tronco daquela árvore que tinha cortado nasciam novos brotos. Meu pai ficou desolado. Então ele disse: "Tinha certeza de que aquela árvore estava morta. Perdera todas as folhas no inverno e fazia tanto frio que os galhos quebraram e caíram no chão, como se o velho tronco tivesse ficado sem vida. Mas agora percebo que ainda existia vida naquele tronco".
No inverno seguinte enquanto a arvore renascia ele voltou no assunto e aconselhou-me: "Não esqueça esta lição. Nunca corte uma árvore no inverno. Não tome uma decisão negativa no tempo adverso. Nunca tome decisões importantes quando se sentir desanimado, deprimido e com o espírito abatido. Espere. Seja paciente. A tormenta passará. Lembre-se: a primavera voltará!".

Só há um tempo em que é fundamental despertar esse tempo é agora.Buda
Desejo uma linda semana ainda que gelada a todos!

28 comentários:

  1. Lindo texto!!!!! Sábios aqueles que escutam os mais experientes! Bjo e uma ótima quarta feira pra vc...

    ResponderExcluir
  2. Ô querida, me tocou lá no fundinho,onde o que é realmente significativo merece entrar e ficar, levando luz. Não quero esquecer jamais: em tempos adversos, segure a onda e permaneça quietinho até a primavera. Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Sábias palavras. Serve para tudo, não é mesmo? Aqui em casa tenho um ipê que no inverno perde todas as folhas e flores e fica somente o galho seco. Tenha uma boa semana! Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi, Querida,

    Linda Postagem!
    A temperatura está gelada,porem o coração quente!!!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Oi Santinha
    Sábia lição essa que seu pai lhe deu... e que ainda nos dá, por meio de você... Eu andava meio desanimada e principalmente preocupada nesses dias frios... mas vou me lembrar desse conselho e esperar a primaavera das coisas, porque, talvez no inverno da alma, não temos a real visão das coisas...
    Obrigada por tudo e uma boa semana pra você!
    beijinho

    ResponderExcluir
  6. Que mensagem linda! Nada como a sabedoria de quem já passou por experiências. Muito bom mesmo!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. O bom é que a árvore não morreu, brotou e deve ter crescido com mais força. O coração de seu pai é muito bom.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Belíssima lição. Acabei me lembrando que quando casei, fui morar em Santa Cruz do Sul, numa casa com um pomar bem diversificado. Eu estava, depois de organizar a casa, arrumando o tal pomar. Vi uma árvore com galhos secos e frágeis. Pensei em tirá-la, mas antes perguntei a vizinha o que era aquela planta. Era um pessegueiro e eu não sabia que ela ficava DAQUELE JEITO. Logo ele floriu e deu vários frutos. Também aprendi na prática essa lição. Tudo é cíclico...

    Adorei o post. Amo passar por aqui.

    Bjocas

    ResponderExcluir
  9. Ivone querida, que post mais lindo este!!!
    Que lembranças maravilhosas, que lições inesquecíveis!
    Muito obrigada por ser esta pessoa tão linda e especial!!!
    Te adoro
    Beijosssssssssssssssss
    Vero

    ResponderExcluir
  10. Que pai mais sábio você teve... Linda lição, adorei. Bjo!

    ResponderExcluir
  11. Lindo texto querida, a mensagem é maravilhosa, grata por compartilhar!
    Beijinhos,
    jud-artes.

    ResponderExcluir
  12. Ai, Ivone, que lindo ! E oportuno. Oportuníssimo ! bjobjo

    ResponderExcluir
  13. Nossa tava bem precisando ouvir isso!
    Lindo o ensinamento!
    Bjkas

    ResponderExcluir
  14. Querida Yvone,
    que postagem linda!
    Seu pai foi muito sábio nesse conselho... eu que o diga! Quantas vezes agi por impulso... aí aí aí se arrependimento matasse... hhahahaha
    Obrigada pelo comentário tão querido!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Yvone,
    quantas vezes nos damos mal por tomar decisões sem pensar, bem sei o que é isso...

    lindo texto, adorei o post!
    beijo
    Ju

    ResponderExcluir
  16. a natureza nos ensina muito a cada dia ,e seu pai soube compreender o recado e repassar.um sábio.
    Coube bem numa situação vivida agora a noite.
    obrigada

    ResponderExcluir
  17. Adorei seu blog, quanta inspiração e idéias bacanas.Me enchi de entusiasmo, me ajeitei entre as outras amigas seguidoras, vou aparecer sempre por aqui.
    Bjo,bjo linda.
    wwwmeuespacodomeujeito.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Levarei comigo esse ensinamento, para o resto da vida...tenho o péssimo costume de tomar importantes decisões nos momentos de abatimento... e o pior é que sei que nos galhos secos de uma árvore qualquer.. o Criador ver surgir uma flor...obrigada pelo post, bjs.

    ResponderExcluir
  19. Yvone, voltei porque só agora lembrei de um livro que o teu texto me trouxe de volta: "O Jardineiro que tinha Fé", de Clarissa Estés, conheces? Acho que podes gostar muito. Fica a dica, tá? Beijo!

    ResponderExcluir
  20. Parabens pelas belas palavras, este endinamento foi maravilhoso, alem do bom gosto das fotos!
    Boa semana para voce tb

    ResponderExcluir
  21. Oi Yvone...obrigada pela visita no meu blog e pelo carinho! Vc acertou, sobraram poucas paredes no apartamento! Ele era bem pequeno, e deu bastante ampliturde! Acho que vc pensa igual a mim! Nossa, teu blog é muito bacana, eu adorei! Parabéns!
    beijocasssssss
    Barbara

    ResponderExcluir
  22. Santinha saudades de você. Adorei o post de hoje e o seu pai tem sabedoria de sobra, gosto de ouvir palavras dos mais velhos.
    Dei uma olhada no post dos vidros e adorei as ideias, tenho mania de guardar vidros e garrafinhas e nunca lembro de usa-las.
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Oi, Yvone!
    Não faço ideia do que anda por teu coração, e fiquei com dúvidas sobre se a "árvore" que você pensou em cortar durante o inverno (ou durante este tempo de desânimo que você parece estar vivendo), é o próprio blog ou algo de sua vida mais íntima. Seja como for, achei bem prudente você trazer á tona a lição do seu pai, e aplicá-la neste momento da vida. Faço votos de que você chegue a uma conclusão saudável e feliz para você, seja o que for que precise decidir. Fique bem...

    :*
    Lidi

    ResponderExcluir
  24. Olá! Estou começando meu blog hoje, e minha primeira tarefa é colher flores para meus "jardim" ...rs... venhos todos os dias no seu blog pra ver as novidades e tomar minha dose de inspiração! tem tanta coisa aqui q gostaria de fazer na minha casa... mas um dia faço! obrigada por partilhar tanto!

    ResponderExcluir
  25. Santinha
    Seu pai era um sábio. Esta história pode ser repassada pois todos nós precisamos desta grande lição!
    Com carinho sua amiga Monica

    ResponderExcluir
  26. Bem reflexivo esse post, gostei! Pesquisando por uma vida mais tranquila encontrei um site ótimo: www.cemara.com.br/quero-minha-casa-no-campo/ acesse.

    ResponderExcluir

Fala que eu te escuto



Visualizações

Categorias