Pequenas felicidades

Esta semana sem querer cai num site que tinha uma cópia de um artigo da Martha Medeiros sobre o que são “Pequenas felicidades", publicada na sua coluna na Revista O Globo de setembro de 2012.
Clique para ampliar
Dentre todas as pequenas felicidades citadas no artigo, a que mais me chamou atenção foi: - 'Identificar suas próprias pequenas felicidades e, mesmo nem tudo dando certo, gostar da vida que leva'. Uau! O melhor dos mundos pensei na hora. Confesso que demorei um pouco para aprender a identificá-las.
Mas com o tempo logo você percebe, que na vida real o que existe é felicidade em pequenas doses, distribuída em conta gotas mesmo. Uma noite linda com a lua cheia aqui, uma xícara de café recém coado, um livro que a gente não consegue parar de ler, um homem que nos faz suspirar e sonhar, uma amiga que nos faz sorrir... São situações e momentos que vamos empilhando com o cuidado e a delicadeza que merecem alegrias de pequeno, médio e até grande porte ainda que fugazes alegrias.
Depois que sai da capital e vim morar no interior, ir a São Paulo pelo menos uma vez na semana tornou-se um passeio incrível. Quando estou na estrada dirigindo e ouvindo as músicas que eu amo, é um momento de pura felicidade. Olho a paisagem de um jeito que nunca vi canto e sinto um bem-estar indescritível.
Voltar é outra alegria, nesse trajeto venho mentalizando coisas para fazer, e de repente estou em casa de novo feliz por tudo e por nada... Ops?! Por nada não. Ando muito feliz nos últimos tempos. Vou ser avó pela primeira vez e já sabemos que é uma menina. Minha filha caçula termina agora neste mês mais um MBA, sim ela é chique e correu atrás dos seus sonhos, fez uma faculdade em São Paulo e duas na Suíça – Pode maior felicidade para uma mãe? Mas, essas são aquelas grandes fáceis de reconhecer não é mesmo?
Hoje já tive uma pequena felicidade logo pela manha, acordei com a conversa de dois passarinhos que estão montando ninho bem na minha janela.
Pequenas felicidades diárias - Clique para ampliar.
E você? Quais são as suas pequenas felicidades?

7 comentários:

  1. Acaba que temos mais motivos de felicidade do que de tristeza, não é mesmo?
    Eu amo estar na minha casa, amo meus au-aus, amo ter uma família, amigos, amo não ter que pagar aluguel e meu maior amor, eu amo ser mãe, ser mãe da Mariane e amo quando ela realiza seus sonhos também. Acho que ser avó também será uma felicidade imensa, apesar de minha filha ter apenas 15 anos, desde quando ela tinha uns 6 anos, ela dizia que seu sonho era o de ser mãe e assim é até hoje, faz planos de fazer faculdade de direito e até os 25 anos ter seu primeiro filho. Enfim, depois que fui mãe, minhas maiores felicidades tem a ver com minha filha.
    E que sejamos cada dia mais felizes.
    Parabéns pela netinha que está a caminho e pelas conquistas da filhota.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Pois é muitas vezes nem percebemos esse "conta gotas" de felicidade que são dosadas para possamos sentir tal felicidade.Bem a minha dose diária de felicidade tem TUDO haver com minha família,minhas filhas Sarah e Isabela que são minha inspiração diária,minha casa,meu marido,minhas plantinhas,cozinhar para eles.poderia passar horas enumerando,mas sei que estas são fontes seguras de felicidade para mim.E acima de tudo a fé em Deus.Abraços Ivone!

    ResponderExcluir
  3. Puxa são tantas felicidades diárias..rsrs Digo isso pq. aprendi a valorizar pequenos momentos em família que antes qdo. trabalhava fora não percebia.
    O sol entrando pela sala, como foi hoje de manhã, já me deu felicidade :D
    O final de semana junto dos meus queridos filho e marido, com café da manhã, almoço...já é maravilhoso.
    Um sorriso do filhão pra mim, o beijo que ele me dá .... e por aí vai...

    bjs
    Paty

    ResponderExcluir
  4. É isso aí, Yvone, acho que muitas pessoas deixam passar esses pequenos momentos felizes esperando uma felicidade sem fim. Também acho que ela venha em pequenas doses, como regar as plantas, conversar com o cachorro, dobrar uma esquina e se deparar com uma janela bacana. Beijo e bom domingo!

    ResponderExcluir
  5. Yvone, minha querida,
    vc disse tudo naquele parágrafo em que fala que "na vida real o que existe é felicidade em pequenas doses...". Perfeição que me fez muito bem ler/refletir.
    Tenho muitas pequenas felicidades nas quais não ando prestando atenção. Seu texto serviu para me alertar.
    Linda semana pra vc!

    ResponderExcluir
  6. Yvone,
    De vez em quando você some, mas quando aparece só nos traz coisas boas.
    Adorei o post e a notícia de que vai ser vovó de uma menininha.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Yvone!!
    Bom encontrar pessoas que sabem reconhecer o verdadeiro sentido das coisas. Quando crianças, somos mais contemplativos e vemos beleza nas cores, nas nuvens, no toque do vento, de um carinho, de uma comidinha quentinha, de se lambuzar com doces... Acho que a minha criança ainda está aqui dentro de mim!! :) Boa semana!!

    ResponderExcluir

Fala que eu te escuto



Visualizações

Categorias