Borboleteando

Tomei coragem e coloquei bem na entrada da minha casa, as antigas borboletas de louça que um dia foi da mamãe. Ficará ai um tempo para dar boas vindas aos visitantes.Reconheço-me nelas.

Se a vida é tão curtinha, porque não usar, gastar tudo, hoje, agora? E por que guardar palavras, afetos, sentimentos?



E você o que tem guardado? 

9 comentários:

  1. Excelente feito! Eu não tenho nada guardado e grande parte dos guardados de família fiz questão de levar pra minha casa e expor, afinal eles contam história. No momento imediatista que vivemos, faço questão que ao menos meus filhos tenham referências e sejam capazes de "produzir" histórias tbém e, muitas vezes, esses pequenos objetos dizem por si sós muitas emoções. Beijos, Helka

    ResponderExcluir
  2. Suas palavras estão certas, não podemos quarda palavras e sentimentos.
    As borboletas ficaram lindas, seu blog está na minha lista. sempre
    passo por aqui. Me visita também.
    http://detalhesdeumlar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Lindo texto!! Devemos viver cada dia como se fosse o último...só assim viveremos intensamente cada dia! Guardar coisas, palavras e sentimentos, só nos fazem sofrer, criando apego.
    Tenha uma ótima tarde!♥
    Mari

    ResponderExcluir
  4. Está certinha, Yvone. Estou fazendo isso aqui em casa.
    Que as borboletas tragam mais e melhores energias para sua vida.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Yvone
    Eu costumo colocar algo que minhas primas me deram , para que naquele dia possa me lembrar delas com mais perfeição.
    com amizade Monica

    ResponderExcluir
  6. Verdade, pra que guardar? Vamos ser felizes hj, vamos dividir, usar nossas coisas, amar as pessoas...

    Beijos e ótimo fds!

    Luiza Mallmann
    decorarsustentavel.blogspot.com

    ResponderExcluir

Fala que eu te escuto



Visualizações

Categorias