O sabor do tempo

Acendedor automático
Mal o dia clareia o fogão a lenha é aceso, manhoso como ele só esquenta lentamente até tomar a temperatura ideal para o cheirinho de café escapar do bule e invadir quilômetros de distancia. A gente acaba pulando da cama quentinha quase sem perceber.
Minha avó contava pra gente que na casa dela em Uberaba só existia fogão a lenha. É engraçado como essa memória ficou em algum local de minha mente e me fazer sentir o prazer e a alegria do aconchego que só cozinhas como essas podem nos dar - É um cheiro visceral que nos conecta aos nossos ancestrais ao redor das fogueiras.
Umas das coisas que sempre sonhei quando começamos a empreitada no mato era um dia ter um fogão desses. Hoje é raro se ver um fogão a lenha nas casas, mesmo nas cidades mais distantes.
A necessidade de se preservar o meio ambiente dificulta a aquisição de lenha e aqueles que porventura, tenha um fogão a lenha, raramente podem fazer uso dele pois a lenha se tornou escassa. Porém, felizmente lá no meu mato quando tem ventania, árvores velhas e secas caem feito penas e a gente faz a festa.
Galhos secos de araúcarias
Um dia vou contar por aqui o mico que paguei ao tentar fazer a minha primeira refeição completa quando inaugurei o fogão.
Felizmente tive a sorte de ter comigo a Rosângela que nasceu em paragens muitos mais distantes do que essa e cresceu vendo a mãe, as tias e toda a família ascendo o fogão a lenha.
Uma vez aceso, o fogão a lenha só cessa seu trabalho quando todos vão dormir e olhe lá. Começa cedinho na hora do café emenda com o almoço, o lanche da tarde e o jantar. Assim a mesa fica posta o dia inteiro e o cheirinho gostoso dos quitutes faz com que ninguém se afaste por muito tempo da cozinha.
Certa vez intrigada de ver como a Rosangela conseguia acende-lo sempre tão rápido, puxei a cadeira sentei e pedi para ela acender para eu ver.
A arte começa na forma de trançar paus grossos com os gravetos (isso vale também para ascender lareiras, trançadinhos e gravetos; Galhinhos do pinheiro (araucária) que tem uma folhinhas bem fininhas, quando já estão secos pega fogo que é um beleza, sem contar com o cheirinho que é uma delicia.
A cozinha definitivamente virou a sala de visitas, aliás, fazendo um aparte aqui, se lembrasse disso antes gastava um zilhão a menos com a obra, porque a cozinha é de longe a campeã em audiência e público atrativo para quem mora nas grandes cidades e vai passar as férias num lugarejo de vida mais mansa. êita coisa boa sô!
Aqui num falta companhia viu!
Continuando então sobre a arte de acender o fogão, o que vi foi sopra daqui e dali e vai controlando a chama e assim o fogão fica aceso o dia todo. O mais incrível é que depois de apagado o fogo as brasas podem ser guardadas debaixo da cinza, caso contrário apaga.  Você olha para o fogão tudo apagado e não sabe que é só mexer na cinza com um pau para que as brasas vermelhas apareçam. Aí as brasas colocadas debaixo dos gravetos e do capim é só soprar. Não precisa fósforo o sopro acende as brasas. Esse é o truque de mestre!
Escolhi essa foto do bolo que a Leila me enviou porque pelo menos ela teve a decência colocá-lo num prato antes de parti-lo. Vocês viram a foto ai acima do meu??O causo é que quando tudo isso acontece em volta daquele fogão acho que fica a cozinha fica meio bagunçada, eu meio acordada meio dormindo... Esse bolo fica tão cheirooooso, tão bonito tão gostooooso que ninguém consegue fazer foto dele sem estar faltando pedaços.
Agora é tempo da colheita do pinhão, sempre me impressiono ao escutá-las explodir do alto das araucárias.
Sobre as araucárias aprendi com o povo que nasceu por lá que a pinha fruto onde estão aglomerados os pinhões leva dois anos para amadurecer.
E outra coisa que é científica e que descobri com meus amigosé que quando o ar fica muito úmido se preparando para chover as pinhas dos pinheiros que já estão abertas, fecham-se para que as sementes continuem secas. A pinha prevê quando vai chover, ela fecha quando o ar está mais úmido e abre quando o ar está mais seco. Assim quando as pinhas do chão estiverem fechadinhas o tempo está úmido e poderá chover. Se estiverem abertas vamos ter um dia quente e seco.
Dedico esse post às montanhas desse lugar
Porque foi aqui que eu falei com Deus.

31 comentários:

  1. Que delícia!!! Este post me lembrou uma bata Rösti que comi em Campos do Jordão feita de pinhão...maravilhosa! E esse bolo, quem resiste?

    ResponderExcluir
  2. Yvone, a leitura deste post foi uma agradável viagem! Obrigada por compartilhar!!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Ai, que delícia que deve ser essa "empreitada no mato"!
    Beijos
    Helena

    ResponderExcluir
  4. Esse bolo deu água na boca! E as pinhas? Lembram a casa da minha avó!
    Beijocas

    ResponderExcluir
  5. Creio que voce , como eu, tem a alegria , o prazer,de vicer entre montanhas e vales,passaros,rios e cachoeiras. O fogão à lenha é meu companheiro, e recebo minhas visitas na cozinha , por isso ela teve de ser o maior cômodo da casa.
    bom fim de semana
    Tina(Sonhar e Realizar)

    ResponderExcluir
  6. Nossa ! que post maravilhoso
    numca tinha visto o fruto assim
    ficava sempre a pensar como seria,
    uma aula maravilhosa, teu bolo está com cara de gostoso.
    Primeira vez que visito vc amei.
    www.misturadolar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Que delícia! Tenho dois sonhos "de consumo", um é ter um pé de amora e outro é ter um fogão a lenha. Amo de paixão. Mas por enquanto, em cidade grande, só sonhando mesmo.
    Parabéns pelo post.
    Besitos desde España.

    ResponderExcluir
  8. olá meu nome é michele e tenho um blog tambéns http://biscuitmagic.blogspot.com/
    posso divulgar seu blog no meu
    adorei o seu blog parabéns se puder da ulha olhada no meu e divulga tb no seu beijos

    ResponderExcluir
  9. Ynone, que lindo lugar, que lindas palavras, como eu sempre te digo entro na sua estória e quando acaba quero mais!!! Quero bolo, pinhão, palavras, e este céu maravilhoso!!! Obrigada por compartilhar!!!
    Beijosssssssssss
    Vero

    ResponderExcluir
  10. hum se vc coloca a imagem do cafezinho soltanto fumaça ao lado desse bolo eu ia ter que cair em tentação aqui, hehe.

    bjossss...

    ResponderExcluir
  11. Ô, Yvone...Que post gostoso! Levou-nos à beira do seu fogão à lenha, com um amistoso chamado mineiro: "entra pra dentro! Vem tumá um cafezin!"...rsrs
    Interessante é que na maioria dessas casas da roça, a cozinha realmente é como a sala de visitas, sempre com um café na tempra, quentinho. Com um "bolim fresquim", então...nem se fala!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  12. Maravilhoso.... me remeteu a tempos lindos que nao voltam mais, com avos, primos, vida bdias intensos. Adorei. Bjo grande querida.

    ResponderExcluir
  13. Amo fogão a lenha, cozinha mineira,cozinha que é sala...
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. VÔ te contar, frô, hoje tu mexeu com todas as minhas lembranças, saudade e desejos com esse post, viu! Saudades de qdo criança sentava no fogão de lenha da madrinha pra almoçar polenta, frango caipira e couve refogada, assar biscoito de polvilho e rosca no forno à lenha e desejo de pinhão, nooosa. Ô saudades dos dias q passei em Chapecó...
    Pinhão é bom demais, até mesmo só cozido com água já é banquete pra mim. hehehe

    Xerinhos, frô.
    Paty

    ResponderExcluir
  15. Santinha, que delícia!Não tem explicação essa sua cozinha!
    E o pinhão?Delícia!
    Amo as araucárias,tanto, que passei um bom tempo comprando pinhão no inverno para dar as gralhas azuis, o que resultou em três araucárias (que eu encontrei)brotando na mata em Floripa.
    bjos

    ResponderExcluir
  16. Amo tudo isso, acredito ser a melhor parte da minha vida, foi essa epoca de casa de avó, bolo de milho, fogão a lenha e tudo mais... bjs lindas imagens...

    ResponderExcluir
  17. Que post maravilhoso!! Eu simplesmente adorei. tenho gravado em mim o cheiro do fogão à lenha, os tachos enormes de cobre com aquele cheiro de doce de fruta, e aquelas mulheres maravilhosas, sempre com um bule de café requentando em cima do fogão (e a gente tomava e achava muito bom!). Além do texto gostoso de ler, as fotos estão lindas, a cozinha e o lugar todo lindo!! Amei!! Um beijo grande, Marina.

    ResponderExcluir
  18. Me senti aquecida pelo calorzinho do fogão à lenha, adorei o bolo quentinho com o café fresco. E a beleza das pinhas? Tudo tão gostoso e aconchegante!
    beijosssss
    Liz

    ResponderExcluir
  19. Entendo perfeitamente o que vocë está transmitindo e mostrando neste blog ... Moro na cidade, mas nos finais de semana vamos para nossa propriedade rural e nos deliciamos com a simplicidade da vida... Com o fogão a lenha, com o pinhão. Parabéns por mostrar esta simplicidade tão linda!

    ResponderExcluir
  20. seu blog é muito lindo, aconchegante e muito sentimental. Ameiiiiiiiii

    ResponderExcluir
  21. Yvone,
    Q fotos lindas!O fogão de lenha deu a maior saudade da minha infância.
    Amo o teu blog.Estou iniciando um q se chama Enfeites de festas infantis e cia.Apareça por lá,comente e dê sugestões q ficarei muito feliz.
    bjus

    ResponderExcluir
  22. Que delícia de post, Yvone! Deu pra sentir o cheirinho de café!!!! Sabe que a melhor refeição que comi na vida foi feita num fogão è lenha? Ou pelo menos, essa é a memória que eu tenho. Parace que fica tudo mais saboroso e que o sabor dos alimentos é realçado... e que lindas as fotos que você publica aqui!!!!!! Adoro pinhas e quando passo o final de semana na casinha que meus pais tem na serra, sempre recolho algumas. Um grande beijo e uma ótima semana pra você! Ah, incluí o CASAS POSSÍVEIS nos meus links recomendados de DECORAÇÃO E DESIGN, tá?????

    ResponderExcluir
  23. Que topico acolhedor :))

    Não sabia isso das pinhas :))

    ResponderExcluir
  24. Olá ,deixa eu te convidar esta ocorrendo no meu bloguinho a minha primeira troquinha corre la pra participar, conto com você!!!

    Beijos e boa Semana

    ResponderExcluir
  25. Muchas gracias por tu comentario en mi blog. La verdad es que yo concocí el tuyo en Flickr y quedé enamorada de él por todo lo que presentas.

    Ahora mismo se me acaba de antojar ese pan que se ve delicioso y un rico café.

    Bonita semana para tí.

    ResponderExcluir
  26. ...Nossa viajei com essa postagem!!!!!
    Linda e ótimo bom gosto e sensibilidade.
    Adorei!!
    À propósito..babei com esse bolo!!
    beijo grande.

    ResponderExcluir
  27. Me dá um pedaço desse bolo! Yummy!

    ResponderExcluir
  28. Ai Santinha, agora vc me deixou salivando pelo bolo, hehhehhehe, ainda bem que já vou almoçar ,mas esse bolo vai sair no fim de semana de novo hehehhee, uiiiii que coisa boa, e essa café, esse fogão,lembrou o da minha avo, que saudades, obrigaduuuuuuuu. Bjs Leila

    ResponderExcluir
  29. Oi, amei esse post, pq amo pinhão, sou do paraná porém nunca cheguei perto de uma araucária, achei o máximo o que vc falou, que elas explodem!! (as pinhas). Hoje moro na Bahia e pago bem caro pelo pinhão (R$12, o kilo) mas vale a pena. Um abraço.

    ResponderExcluir
  30. Yvone querida....que saudades do frio!!!

    ResponderExcluir
  31. meu Deus! esse post. foi de mais entrou la dentro, la no fundo de minhas lembranças dos meus tempos de criança. do fogão a lenha das lamparinas a querozene, da moringa de agua em cima da mesa, do xuveiro de latão que era necessario pegar água do fogão a lenha e enchelo e puxa - lo por uma corda e levantalo para poder tomar um bom banho...
    vou te contar voce mexeu com as emoções de muita gente!

    ResponderExcluir

Fala que eu te escuto



Visualizações

Categorias