O Brasil é aqui

Há um tempo fiz uma exposição de fotos no meu Flickr onde só é permitido escolher fotos que não sejam suas (créditos por lá ok) - O Tema é Casas Do Brasil.
Gostei tanto de ver as centenas de fotos das casas desse Brasil afora, que decidi explorar mais o tema, afinal o nome do meu blog é Casas Possíveis.

Porém, muitas imagens de moradias que encontrei na minha busca, não são exatamente possíveis para viver em condições humanas, mas essa ainda é a realidade de muitos nesse nosso imenso Brasil.
Com seus contrates, desigualdades e a criatividade de um povo que apesar de toda a dificuldade consegue sorrir.
Não leve à mal
Tudo bem ôh rapaz!
Ei você ai em cima!
Entre outras coisas
Que eu quero saber
Por favor me ensina
Como esse povo que sofre
Com fome, que passa mal
Vai batucar na panela vazia
E fazer carnaval...
Por Terra Samba

Tem certos dias
Em que eu penso em minha gente
E sinto assim
Todo o meu peito se apertar
Porque parece
Que acontece de repente
Como um desejo de eu viver
Sem me notar...
Nada me irrita mais do que fazerem piadas ou humilharem o nosso povo. Quem constrói esse país e o mantém de pé, mesmo que em condições precárias é a camada mais baixa da nossa população.

Quem põe a mão na massa, quem queima literalmente o cérebro são os nossos cortadores de cana, os pedreiros e ajudantes na nossa construção civil, os catadores de lixo, os braçais, os desempregados, enfim, essa gente que labuta e raramente tem um teto digno para descansar a cabeça.

A paisagem parece um quadro, mas é a vista do morro
Quem já teve a oportunidade de ir à Europa, ou Estados Unidos sabe do que estou falando. O nosso povo é surrado, é sofrido, é judiado e mora mal.

Por conta dessas últimas tragédias por causa das chuvas, sempre reparo que muita gente de 30 e poucos anos tem aparência de 60. A pele é enrugada pelo sol abrasador, dentes podres ou faltando... Excesso de filhos, tudo isso faz dessa gente pobres coitados.
E ninguém os valoriza, e o mundo vai seguindo o seu caminho - Hoje só se fala em nível universitário, MBA, web 2.0, intelectualidade e cultura...

Nosso presidente mostra a cara do nosso povo e vem por aí a Marina Silva, mais uma ex-miserável... E mesmo assim as coisas nao mudam, nao andam...
Quando vamos nos movimentar e dar um basta ao sofrimento dessa gente?

Temos acesso aos meios de comunicação e principalmente ao voto, podemos e devemos fazer alguma coisa. Até quando o Brasil vai ter esse rosto sofrido, marcado pelas injustiças e mazelas sociais? Até quando a TV e as Igrejas vão se aproveitar desse povo pra tirar-lhes o pouco que lhes resta e nada dar em troca.

Não é apenas revolta de quem já viveu um pouco não, nem demagogia barata, não sou candidata a nada e não estou pedindo votos, e nao ganho nenhum tostão aqui nesse blog - São apenas alguns momentos de lucidez que transitam diáriamente em minha mente, minha alma...

Assistindo passivamente pela TV fico me perguntando: - Quando cai um avião, são feitas homenagens, flores são colocadas nos aeroportos, missas são celebradas. Se morre ou adoece uma celebridade então... 
Alguém celebra uma missa pelos miseráveis que perderam suas poucas tralhas na última enchente?
Alguém leva flores nas favelas pras vítimas das chacinas?
E dos menores mortos na Candelária?
Ou pros mendigos que foram assassinados no centro de SP, alguns até queimados vivos???

Só sei que enquanto vivermos nessa situaçao vergonhosa, estaremos todos à mercê da sorte de não perdermos alguém que amamos ou de sermos mortos com uma bala perdida...

Não precisamos de submarino nuclear, porta aviões de última geração e muito menos armamentos de destruição em massa...
Já possuímos a maior fortaleza contra qualquer inimigo em potencial: nosso próprio povo.
Criatividade a toda prova
Fé e memória nas paredes
Toda pedra do caminho
Você pode retirar
Numa flor que tem espinhos
Você pode se arranhar
Se o bem e o mal existem
Você pode escolher
É preciso saber viver

O charme dos pinguins encontrei no blog Ponto Doc
Nas sacadas dos sobrados

Da velha São Salvador
Há lembranças de donzelas,
Do tempo do Imperador.
Tudo, tudo na Bahia
Faz a gente querer bem
A Bahia tem um jeito,
Que nenhuma terra tem!
Cayme
Café com leite e pão com manteiga (R$1,80) sempre vem acompanhado de um bom dia, obrigado e a certeza de que a felicidade custa pouco.

22 comentários:

  1. Santinha!
    você está arrasando em suas postagens, com que facilidade e criatividade tem exposto os sentimentos de tantos de nós brasileiros que não temos o dom de transformar em palavras nossos sentimentos.
    fica com DEUS e quem sabe todos nós teremos um bom final de semana!
    bjkas com muito carinho,

    ResponderExcluir
  2. Assim não vale.
    Tem lágrima no canto do olho!
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Que post maravilhoso!!! Que imagens tocantes e lindas!!

    ResponderExcluir
  4. Raramente comento... mas este post merece um beijo, um aplauso, e um abraço solidário.

    ResponderExcluir
  5. Lindo post, fotos emocionantes e sabe querida, as vezes me sinto tão pequena e impotente, que parece que vou explodir de tristeza, me dá um desespero de não ter força de resolver o que não é da minha ossada, mas que dói na minha alma....amei suas palavras, um grande beijo

    ResponderExcluir
  6. Yvone, me emocionei demais com tudo que escrevestes e com as imagens, tudo muito forte e verdadeiro.
    Minha revolta é grande, e penso que se pudermos mudar um pouco, e se cada um fizer um pouquinho, as coisas podem mudar, nem que seja devagar... eu tento fazer a minha parte todos os dias. Foi isso que me motivou quando percebi que só olhava pro meu umbigo. Hoje vejo as coisas de uma maneira diferente, mais reais, mais sofridas, mas sei que realmente posso ajudar.
    beijão e bom final de semana pra ti!!!
    Vero

    ResponderExcluir
  7. Santinha, teus textos sempre me tocam, provocam sentimentos. Isso é talento...

    Enquanto lia este de hoje, me lembrei da história do passarinho que fez a parte dele pra apagar um incêndio, carregando água no bico. Se cada um de nós fizer a sua parte, por mais modesta que possa ser, tudo pode melhorar e ser diferente, não é mesmo ?

    Eu conheço alguém que perdeu tudo na última enchente. Estamos fazendo por ela o possível, que já é mais que nada.

    bjobjo

    ResponderExcluir
  8. Yvone voce arrasou nesta postagem, não tenho nem muito o que acrescentar pois sua postagem ficou linda, sabe que você tem razão, flores para mortes de avião, e as crianças que morrem de fome no nordeste alguém leva flores pra elas... Você disse que ia gostar das fotos, acertou gostei em especial a do altarzinho com antiguidades na parece de rústica de barro, achei que ficou uma graça, simples e bem arrumadinho, o sapinho a ler e a galinha zuiuda, um abraço!

    ResponderExcluir
  9. ps: voce falou que gostaria muito de uma muda de roma, sabe aqui esta brotando varias pequenininhas pena que acho que nao aguentam o transporte e ele tambem é caro,

    sera que consegue plantar sementes e esperara crecer? agora nao sei como preparalas, um abraço!

    ResponderExcluir
  10. felicidade custa pouco e a simplicidade tambem.
    bjs
    lilly
    http://coisadelilly.wordpress.com
    http://blogdareforma.wordpress.com

    ResponderExcluir
  11. Yvone que saudades, vim te agradecer pelo carinho no meu niver , voltei das ferias e não podia deixar d evir visitar vcs amigas queridas.
    Teu post como smepre todos que fazer está lindo e verdadeiro.
    Estou meio na corrida pra colocar a vida em dia. Um grande beijo e bom fds. Ah vai ter promoção em parceria com o dona mix semana que vem , não perde hehhehe.

    ResponderExcluir
  12. "A Bahia tem um jeito,
    Que nenhuma terra tem!"

    é verdade!
    tenho visto como as pessoas aqui são felizes na simplicidade que é uma riqueza.

    pois é, Yvone, as casas de verdade tem 'alma', no post lá no meu blog "O Móvel" eu quis mostrar como gente comum, gente que faz parte da minha vida e são especiais, arrumam o seu canto.

    porém o que vc mostra aqui tem uma poesia cheia de tristeza...

    infelizmente são muitos os miseráveis em nosso país, são pessoas que precisam de atenção, da nossa compaixão, e um post como este seu traz reflexão, podemos fazer pouco, mas o mínimo já pode ser muito, não é?

    parabéns, está maravilhoso este post, o texto emocionante e as fotos dizem tudo.

    beijo
    Juju

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. OI, Santinha, vim tomar seu café com leite e pão quentinho.

    Vc que mora em SP sente assim. Pelo IBGE mais de 50% da população ativa alagoana ganha menos que um salário mínimo. No interior do Estado, vc vê humanos que um dia foram gente. Sem educação, sem ciência de que são gente e têm direitos.

    Sinto essa desigualdade em nosso país em que muitos têm tanto e outros tão pouco.

    Vc falou certo quando disse que nossa arma contra o sistema é a democracia. Mas até que ponto pode se esperar que esse povo vote consciente? Eles não tem a menor educação política.

    Espero que tenhamos um resultado favorável em outubro.

    Uma ótima semana pra vc.

    Quanto às borboletas de meia de seda, eu fiz um vídeo ensinando. Há também um post com um pap em fotos. Tenho certeza de que vc irá pegar rapidinho. Busque por meia de seda nos marcadores.

    Um bj

    Claudinha.

    ResponderExcluir
  15. Yvone, lindas imagens, e eu ja tinha visto no seu flickr.
    bj

    ResponderExcluir
  16. A essência do nosso povo: vida bonita, é bonita, é bonita.

    E com isso arraigado nos corações, toda dor vira refrão do próximo samba.

    O aprendizado do saber viver.

    Beijo Grande, Querida.
    Paty

    ResponderExcluir
  17. Adorei o post. Gostei muito das imagens, mas ainda mais do seu texto. Bravo!

    ResponderExcluir
  18. Yvonne, estou emocionada com este post. Uma maravilha, colega. As casinhas, as singelezas, as músicas.... e o coração de tanta gente que sonha e que, seja como for, vive, convive, faz filhos - porque faz amor! - e cria esta gente toda.... lindo. Obrigada pela delicadeza.

    ResponderExcluir
  19. Oi, Santinha!
    Conheci seu blog pela lista de indicações do Google Reader e lendo este post me deparei com uma (boa!)surpresa. Uma foto da minha casa também. Sabe a foto dos dois pinguins e um galinho? É essa (http://pontodoc.wordpress.com/2009/12/17/uma-fria/).
    Fico muito lisonjeada por contribuir com um post tão legal. Só é uma pena ter faltado os créditos. Abraços!!!

    ResponderExcluir
  20. que saudade deu do nosso pao com manteiga e cafe com leite...com bom dia, obrigada e muita felicidade..... esse povo americano nao sabe o que e cafe da manha

    ResponderExcluir

Fala que eu te escuto



Visualizações

Categorias