Besta Esférica

O facebook tem no topo da nossa página espaço com a pergunta: - O que você gostaria de escrever agora? Geralmente não gosto de escrever muita coisa. Mas hoje ao ler algumas noticias e comentários, lembrei do meu pai. Ele dizia que muito, mas muito pior do que uma ‘besta quadrada’ é uma ‘besta esférica’. Se parar um pouco e analisar com cuidado, uma ‘besta quadrada’ é menos besta ali nos cantinhos do quadrado, enquanto que a ‘besta esférica’ não. A ‘besta esférica’ é igualmente besta de qualquer ângulo que você a observe.
Nunca entendi como alguém pode passar a vida inteira sem se relacionar mais profundamente com pessoas que vivem uma vida diferente da sua, que pensam diferentes. Acho que se aprende muito na convivência com as diferenças; no mínimo aprende-se a conviver com pontos de vista diferentes. Para citar uma rede social,por exemplo, no facebook tenho visto que assuntos polêmicos (e às vezes irrelevantes ou nem tão polêmicos assim), muitas vezes descambam para o discurso de "nós contra eles", seja lá qual for este "nós e eles".

Gostaria de um mundo mais tolerante, menos agressivo, mais complacente com as diferenças e necessidades de cada um, onde não houvesse menosprezo pelas experiências de vida de cada indivíduo. Mas...
Pelo que tenho visto parece que na Internet há ainda mais intolerância e patrulha, onde um monte de "juízes" parecem ser donos da razão, querendo ditar regras e separando mais as pessoas por causa de diferenças do que unindo ao redor de causas importantes.

Realmente nunca foi tão fácil ser boçal como hoje, bastam alguns cliques e voilá!  Para mostrar ao mundo o tamanho da ignorância que em nós habita. A arrogância escondida nos recônditos da alma que saltam aos olhos na rapidez de uma conexão de banda larga, a leviandade e a falta de senso crítico que viajam pelas fibras ópticas, chegando de um canto ao outro do mundo na velocidade da luz.
Chega a causar-me repulsa algumas coisas que leio. Já pensei várias vezes em fechar minhas contas e me isolar desse mundo chato e patético que se tornou a convivência virtual, onde todo mundo sai julgando tudo, sem qualquer critério senão suas próprias ideias, normalmente esdrúxulas, pois também é fato que quanto mais a pessoa deveria ficar quieta, mais ela fala (talvez sirva a mim também).

Uma coisa é exercer seu direito de questionar, de tirar dúvidas, de não se calar, mas não é isso que vejo, e sim, pura e simplesmente uma vontade de impor a sagrada bestialidade, o sacrossanto direito de ser imbecil a qualquer custo.

Se estivesse vivo papai adoraria a evidência irrefutável de que sua teoria estava certa.
Não sou dona da verdade. Nem aqueles que pensam ser. Pronto falei!

Um comentário:

  1. Oi querida, já não tenho face pois me fazia muito mal, deixava irritada sem contar as pessoas expondo sua vida abertamente, é muito difícil prefiro o blog e pinterest nos ajuda umas as outras e apenas isso. Bj ótima semana

    ResponderExcluir

Fala que eu te escuto



Visualizações

Categorias