Sobre miudezas

Comecei a semana tentando reorganizar meus guardados, aquela faxina semestral que todos precisam fazer para a casa não virar um depósito de coisas que não servem mais; doar, consertar, reciclar... Desta vez comecei pelo material de artes e artesanato, retalhinhos diversos, ganchos, tintas que já estão perdendo a validade etcc
Entre os guardados encontrei um bastidor antigo para bordar. Já mostrei aqui outros que inventei. Lembrei que estava precisando de algo para colocar à vista as faturas dos cartões de crédito, já que para a maioria das contas optei por débito automático.
O tecidinho vintage que serviu de bolso, ganhei de presente de uma prima e não sabia muito que fazer com ele, guardava para algo especial e divertido. Gostei!
Num passeio recente pela web encontrei esta ideia lindamente executada pela dona do blog AQUI, muito inspiradora. Fiquei babando.


DE COMER: BANANA DA TERRA ASSADA, hummm
Aqueça o forno, coloque as bananas numa forma refratária untada, misture canela com açúcar e salpique sobre as bananas.
Por cima coloque pedacinhos de manteiga e leve ao forno quente por 15 minutos.
Tenho vivido de miudezas,
pequenas magias do dia a dia, pequenas belezas 
E quanto mais na arte de aprender eu me apronfundo, 
mais percebo que a simplicidade é quem move o mundo.... 
É tanta macieza, clareza, leveza, pureza... 
É tanta delicadeza... 
A riqueza mora mesmo é nos detalhes, meus amigos, 
na abundância do pequenino..... 
E é preciso ter olhos de aumento pra ver,
e coração aumentado pra sentir... " 
Erikah Azzevedo

Abençoadas sejam as coisas simples.

Make-up na lavanderia


Adesivos, ganchos com criatividade acomodam tábua de passar roupas e ferro de passar. Vejam a moldurinha com baldinhos para pregador de roupas – Achei super fofo.Vi aqui
Os tapetinhos são ideais para quem mora em apartamentos, tem em duas medidas e o preço é bem camarada. Achei uma graça, vi aqui
Prato do dia
Abobrinhas recheadas com carne moída.
O resultado ficou uma delícia, comemos puro mesmo, mas é perfeito para acompanhar um arroz novinho com salada.
Desejo uma linda semana a todos.


Estou de volta pro meu aconchego

Trazendo na mala bastante saudade!
Como é bom descansar, recarregar as baterias, encher o corpo e a mente de coisas positivas. Mesmo sendo uma delicia, a gente acaba sentindo falta da vidinha cotidiana, das pessoas, da casa, e tudo mais.
Depois de quase 50 dias interruptos de detox digital, voltei menos ansiosa e cheia de vontade de arrumar minha casa, reunir os filhos, reencontrar amigos, dar uma afofada no ninho. Voltar a escrever aqui, visitar os amigos virtuais também esta sendo muito gostoso.
Esses dias sem acesso a internet tive a impressão de que o tempo passa mais devagar, sobra tempo, a gente parece ficar com mais paciência, mais atenta aos pequenos acontecimentos.
Desta vez ainda, vou ter que me contentar com as imagens que ficaram na minha mente, as poucas fotos que tirei deletei sem querer, bateu uma dorzinha no coração, pois eram alguns momentos realmente especiais. Fiz algumas fotos depois, mas as do Natal com a família, a passagem do ano na praia... Ficarão bem guardadas na memória.
No final do ano resolvi fazer um teste com essa manequim que há tempos estava sendo empurrada de um canto ao outro, e resolvi transformá-la em vaso.


A palmeirinha (plantinha que esta plantada no centro) estava pedindo um vaso novo, estava quase morrendo, e a suculenta pendente enfeita qualquer vasinho. Voltei de viagem e encontrei as plantinhas vistosas complementando a ideia do vaso.
Outra coisa que estava louca para fazer era essa carteira de pano (foto abaixo), essa foto vi há mais de um ano no pinterest – ficou rondando minha cabeça. Já tinha esse tapetinho daqueles que a gente compra nas lojas de 1, 99, são bem vagabundinhos. 
Não é que deu certo.

Ainda falta colocar o fecho de ima, mas não esta fazendo tanta falta, já usei a carteira e não atrapalhou em nada. Como não tenho máquina de costura, costurei à mão as laterais com linha preta bem grossa, ficou muito bom também.
Fiquei com uma saudade danada da minha peluda coisa, aliás, que também é sempre mais um motivo para voltar pra casa correndo.
Agradeço mais uma vez sua visita, amizade, carinho, e a todos os comentários deixados aqui, que na medida do possível sempre tento retribuir.
Ame o cotidiano com o mesmo amor incansável com que todas as manhãs celebramos a nossa paixão pelo pão”.
Abraços cheios de saudades
Yvone 


Visualizações

Categorias