Como transportar as compras sem as poluentes sacolinhas

A lei que proíbe a distribuição e a venda de sacolas plásticas no comércio de São Paulo, já esta em vigor. Se por um lado a retirada de circulação das sacolas traz benefícios, como a redução dos entupimentos em bueiros e do plástico descartado no ambiente, por outro nos impõe mudanças rápidas e radicais. Como transportar as compras grandes? E se não houver uma sacola retornável à mão?
Já mantenho o habito pelas caixas de papelão ha alguns anos, acho mais pratico e as compras não ficam virando dentro do porta malas a cada curva ou freada.
Higienizei da melhor maneira que eu pude, escolhi tamanhos e formatos que rendem melhor espaço e forrei a parte interna das caixas para que não molhe e dure mais.
Além das caixas, sempre tive o hábito de carregar um ou duas ecobags dessas bem baratinhas, um guarda-chuva, e uma manta velha de algodão, que já estava batida para forrar o banco quando levo a minha Kekinha, a bicha espalha muito pelo no banco.
Quando morava na capital tinha supermercado próximo e uma feira livre maravilhosa que sinto falta por aqui e ia a pé. Neste caso, adotei um carrinho desses de metal (era bem furréco e deixei ele em São Paulo), sacola de feira comum e sacolas menores para compras pequenas. 
Isso, quando não pedia para entregarem as compras, ai sim vale a pena; você compra tudo o que quer e precisa e não tem que se preocupar porque trazem nas embalagens próprias e colocam tudo encima da sua mesa! Ô beleza!
Agora que compartilhar com vocês algumas idéias bem bacanas que encontrei na web de para transportar suas compritas.
Essa é uma bolsa térmica que ando pensando em comprar para deixar no carro. A da foto encontrei na Americanas.com tem 48 litros e o preço é bem camarada em torno de 38 realidades.
Pouca gente sabe (inclusive eu não sabia até esta semana), mas a marca Natura tem projetos sociais nacionais que alcançam um arrecadamento no nível do Criança Esperança, que todos conhecem. E dentre esses projetos surgiu esta idéia super criativa da marca como opção de sacolas retornáveis para nos ajudar a reduzir o consumo de saquinhos plásticos: uma bolsa que se adapta ao tamanho do carrinho de supermercado. E o preço também é bem convidativo, 49 realidades. Parabéns para a Natura!
Outra idéia sensacional que em breve espero encontrar por aqui são essas sacolinhas que fechadas são supercompactas abertas cabe um montão de troço dentro. Custam 9,90 euros cada na Cótê Maison.

Well espero ter ajudado mais um bocadinho sobre esse assunto, mas, o problema das sacolas plásticas esta fácil de resolver e nem de longe são um grande problema hoje em dia.  
O problema é que as sacolinhas não vão até o chão e entopem bueiros e poluem o ambiente sozinhas, mas sim as pessoas que a jogam.
Uma saída para minimizar o transtorno para quem vai fazer compras  tem que partir dos consumidores - é obrigar os principais supermercados e mercados que substituam as sacolinhas oferecidas no momento da compra por pacotes de papel, fica uma proposta de ação que poderia reduzir muito o uso do plástico por um material que pode ser reciclado facilmente e tem um impacto bem inferior ao ambiente.

Muito melhor do que ter que comprar (de última hora) ecobags que andam pipocando as prateleiras de alguns supermercados que eu conheço que trazem suas “sacolas sustentáveis” do Vietnã!

Vestido de Jornal

Vestido real feito de jornal pela estilista Simone Coimbra
Dias atrás procurando inspirações sobre as infinitas possibilidades de reciclar papel de jornal, deparei-me com as poéticas criações da estilista Simone Coimbra, que inventa roupas incríveis com aquilo que estiver à mão.

Eu ainda adoro ler o jornal (em papel) de manhã cedo tomando café.
Gosto de ler jornal como se fosse um livro. No domingo leio um daqui da cidade e dois outros de São Paulo.

Todo dia leio as capas de vários jornais na internet, mas prefiro manusear as mãos no papel do jornal. Ao viajar em outro estado ou país gosto de ir à banca de revista e comprar jornais locais, para saber as noticiais da comunidade e daquele lugar.
Sou daquelas pessoas que lê jornais com uma semana apos a circulação, ou seja, eu leio até o chamado jornal que mendigo usa para deitar…

Outro dia eu posto as idéias possíveis para fazer com o jornal, mas hoje é dia de poesia e quero compartilhar com todos os meus leitores o Making of deste delicado ensaio fotográfico produzido para a revista virtual Sans Nom S/N, a revista inteira é de babar.


Renove seu sofá com criatividade e pouco dinheiro

Confesso que não sou muito fã de capas, mas a em alguns casos não há como escapar.
Para quem que tem filhos pequenos ou animais de estimação em casa, a capa funciona muito bem.
Se o sofá ou poltrona ainda estiverem em bom estado com uma capa bem feita confeccionada por um profissional competente, você pode adiar por um bom tempo a reforma e a troca do tecido dos seus estafados. Além de práticas ela é capaz de renovar a decoração.
O modelo abaixo encontrei em uma revista antiga - Simples e para quem sabe costurar em linha reta dá para fazer sem problemas.
Vi essa ideia aqui
Neste outro reparem que há uma sobreposição de capas no sofá
Abaixo outra sobreposição com dois tecidos, idéia da IKEA
Um sofá detonado na sala acaba com a casa inteira. Mas se a grana estiver curta e não puder comprar um novo ou reformar muitas vezes, uma boa limpeza resolve. E se não der para providenciar uma capa sob medida (fuja das capas prontas a qualquer custo) não se acanhe, use uma bonita colcha ou um tecido sobre seu sofá.


Mantas, tecidos, panôs, peças artesanais feitas com patchwork, crochê e tricô também são idéias para renovar o sofá antigo.

Nas fotos abaixo usei como base uma manta indiana de casal que deu para cobrir inteiramente o sofá. Neste caso, tomei bastante cuidado para respeitar a geometria do desenho do tecido. Com paciência, fui alisando, ajeitando até ficar como eu queria. Ficou tão bom que quase não dá para notar que não foi costurado. E o melhor é que mesmo quando sentamos a manta não escorrega e nem sai do lugar.
Experimentei sobrepor uma manta menor e percebi que assim também é possível criar diversas  variações para mudar o visual da sala; Com a manta, sem a manta, cobrir todo o sofá, ou apenas o assento já que as almofadas são soltas...Gostei do resultado e das possibilidades.

Lembram da poltroninha que achei no lixo?
Aqui apenas com uma colcha neutra

Então gostaram? Podem aproveitar as dicas para mudar a decoração da casa sem gastar muito. E quem quiser me enviar as fotos do antes e depois da redecoração com capas eu vou amar publicar. 

Feijão nosso de cada dia

Desde que descobri o feijão pronto da Camil, optei por não cozinhar mais e nem congelar feijão. É prático, ótimo para quem mora sozinho, mas não dispensa um bom feijãozinho, para quem não tem tempo de cozinhar ou simplesmente não sabe fazer.
O sabor é gostoso, o feijão é bem feitinho e tem boa consistência e o melhor de tudo é que dá para duas pessoas sossegadamente.
Para realçar ainda mais o sabor faço um refogadinho caseiro com um fio de azeite, alho fresco, cebola picadinha, uma folha de louro e ainda coloco uns pedacinhos de baycon(totalmente opcional). Depois é só despejar o conteúdo mexer bem deixar dar uma fervura e está pronto.
Se não quiser fazer nada (já leva um tempero suave) é só aquecer no microondas (na própria caixinha) e adeus panela suja.
Preço: R$ 5,80 a 6 realidades a caixinha.


Se for comparar com o feijão comum o preço é bem salgado, mas vale como coringa para ter no armário para aqueles dias em que não tem nada na geladeira.
É só fazer um arrozinho básico e o feijão está pronto!
Nota: Não estou ganhando nenhum cents para falar sobre esse produto. É bom e eu gostei. Pronto. Falei!

Super legal – para cães e gatos

Achei essa cadeirinha para cachorro super legal. Encontrei a idéia (foto) no blog da Mari Assmann.

Assim como a Mari, também sempre achei um saco as tradicionais caixa de transporte para animais, me dá semeação de fobia, mas sei também que a multa por não usar transporte adequado é alta pra cachorro, mais de R$ 500 realidades.
A peludinha da foto na cadeira é a Mel que foi adotada recentemente pela Mari por indicação da Mara Porto, vai lá ver a história da Mel, amei demais. A cadeira para transporte de cãe e gatos você pode encontrar AQUI .

Onde deixar o pet nas férias?
Janeiro, tempo de férias. Passagens compradas e malas prontas estão à espera de alegria. E o que fazer quando o bichinho de estimação não pode acompanhar?
Nesta época do ano é comum a família viajar enquanto outras se organizam para receber visitantes e hóspedes em casa. Em qualquer uma das situações é sempre um dilema resolver onde deixar o peludo.
Para nossa alegria descobrimos aqui bem pertinho de casa um hotel para deixar nossa Kekinha, que vale a pena divulgar -  Hotel Fazenda para cães ‘Clube de CAOMPO’ especializados em hospedagem para cães.
chalés
Imaginem uma área dessas (bem pertinho de São Paulo) com espaços para lazer cobertos e descobertos, assistência veterinária 24 horas e profissionais especializados em comportamento animal? Melhor do que isso é poder viajar tranquilo chegar de volta e encontrar seu bichinho feliz, de banho tomado... É tudo de bom!

Já deixamos a Kekinha hospedada lá em três ocasiões diferentes no ano passado; Dá primeira vez ela ficou quase 10 dias (viajamos para a Argentina), nas outras duas vezes ela passou o final de semana.
Da segunda vez que a deixamos lá tivemos a certeza absoluta do quanto ela adorou o lugar, fez a maior festa para a primeira pessoa que nos atendeu, distribuiu lambidas e saiu correndo pelo gramado para encontrar a galera que já estava lá brincando, nem deu tchau para nós.
Valeu cada centavo.
Não estou ganhando nenhum ossinho para fazer essa propaganda viu?!

Clube de Cãompo – Hotel Fazenda para cães
Ah, tem entrevista antes com os donos e a vacinação tem que estar em dia.

Já que o assunto hoje por aqui é cachorros, gostaria de aproveitar e apresentar a July que precisa urgentemente de um novo lar.
A July é uma poodle muito dócil e amorosa que teve o azar de ir parar na casa de uma pessoa sem alma que simplesmente decidiu que não a quer mais. Se eu fosse comentar sobre a atitude de uma pessoa que age assim, o post ficaria muito longo.Vamos ajudar a July?
Enquanto não encontra novo dono, July vive em condições similares ao mau trato.
A castração pode ser providenciada a custo popular assim que o seu novo dono manifestar interesse em buscá-la.
Tratar com viviane (11) 9161 4115 ou Mirian (11)7235 2352/6208 6297

Um abraço grande a todos e feliz ano novo de novo.

Nada melhor do que não fazer nada – férias

Posso estar sendo repetitiva eu sei, mas é a mais pura verdade, todos estão correndo cada vez mais, pra fazer cada vez menos. É incrível. Excesso de informações, de agendas, de atividades... Parece que é pecado a gente parar para descansar. Tá certo, confesso que no ano que passou, tirando a mudança de cidade e dois trabalhos que peguei como frila não fiz lá muita coisa mesmo.

Depois que mudei para cá relaxei, fiquei mais criativa comecei a curtir ficar sozinha, estou adorando ficar parada (não o tempo todo, mas sem agendas), e é muito bom poder ficar um tempo só. Adoro escuro. Adoro as minhas sombras que ficam batendo o maior papo comigo e me curam. Ficar assim, parada, te faz olhar pra dentro, para o vastíssimo mundo que temos dentro de nós. Olhar para o nosso infinito particular.
nós adoramos ficar na rede
De inicio fiquei um pouco assustada, me sentindo culpada por conta disso. Não é pecado!
Parar é tão bom que em países como a Espanha e Portugal a “siesta” depois do almoço é quase obrigatória (pelo menos nas cidades menores), ninguém se mexe, ficam todos lá, paradinhos, deitados e descansando. Coisa muito diferente do Brasil e sua cultura praticamente copiada da americana, onde parar é proibido. O show tem sempre que continuar.

Sou a favor do famoso ócio criativo. É de onde costumam vir as minhas melhores idéias. Já percebeu como temos idéias ou lembramos compromissos esquecidos quando estamos arrumando a casa ou dirigindo? Sim, porque nesses momentos você s se distrai, relaxa, deixa no piloto automático, e aí tem idéias ótimas porque parou de se preocupar. Preocupação só leva a mais preocupação e não nos serve para nada a não ser sofrer por antecipação.
e por falar em rede, essa vi aqui achei um luxo!
essas outras duas aqui (tem uma mais linda do que a outra)
Olha esse barrado - aqui
Quem disse que não pode ter uma rede dentro de casa?
Árvore de Natal feita de redes - Decoração natalina da Praça do Ferreira Fortaleza – CE imagem daqui
Então, vou lá tirar meu cochilo na rede, que está quase na hora do almoço.
E se você achar isso um absurdo, sugiro que repense suas prioridades! Só sugiro!
Bom descanso e feliz ano novo!






Visualizações

Categorias