Salve, salve simpatia

Olá, mundo!
O mundo é repleto de mistérios, de crendices, de gente que acredita em tudo, de gente que não acredita em nada e milhões acreditam em simpatias para tudo.
Concordo com quem acredita e não discordo de quem não acredita.
Na dúvida, é melhor ficar neutro, nem que sim, nem que não. Eu tenho as minhas, nem tanto pela crença, mas pelo mistério e histórias que envolve algumas delas.
Comer romã, pular sete ondas, guardar caroços de uva na carteira… Vale tudo para começar um ano novo arrasando! Se você é adepta de algumas então vamos lá.
Fruteira vintage - decoração mutante
Pote de vidro que guardo as mensagens do biscoito chinês
balde de zinco, areia e velas comum
do meu quintal (isso já foi uma sorte!)
As frutas também são bastante abundantes na ceia do Ano-Novo, cada uma com seu significado especial! A romã, por exemplo, representa a fortuna e a fertilidade. Por ter muitas sementes, ela simboliza nascimento em abundância.
A simpatia para atrair fortuna, é que você coma a fruta e guarde as três sementes em um papel branco. Depois, é só guardar na carteira e torcer para que dê certo.
A uva, segundo a tradição, traz uma boa sorte para o ano que se inicia. A simpatia diz que é preciso comer 12 uvas, uma para cada mês do ano, fazendo diferentes desejos para cada uma delas. Uma ótima desculpa para devorar as delícias sem culpa.
O louro é símbolo da riqueza, prosperidade e vitória desde os tempos mais remotos. 
Guarde uma folha de louro na carteira durante o ano inteiro para ter sorte. O louro afasta maus fluidos. Queimar algumas folhas secas e louro funciona como um incenso.
A lentilha é talvez um dos alimentos mais famosos da celebração. Simboliza fortuna, sorte e prosperidade. Em toda comemoração, a tradição recomenda comer ao menos uma colher de sopa da lentilha! Você pode prepará-la com lingüiça calabresa, para dar um gostinho. Deixei uma receita delicia aqui
hummm
Coloque uma roupa bem legal, mesmo que não saia de casa e viva o hoje, intensamente.
Desejo ao mundo um Feliz e maravilhoso Ano Novo.

A paz

Ola queridos amigos de todos os dias
Agradeço de coração todas as mensagens deixadas no blog durante este ano que já este quase no finzinho, e como último post de 2010, escolhi dividir uma linda mensagem de PAZ deixada pela Madre Teresa de Calcutá.

O dia mais belo? Hoje.
A coisa mais fácil? Equivocar-se.
O obstáculo maior? O medo.
O erro maior? Abandonar-se.
A raiz de todos os males? O egoísmo.
A distração mais bela? O trabalho.
A pior derrota? O desalento.
Os melhores professores? As crianças.
A primeira necessidade? Comunicar-se.
O que mais faz feliz? Ser útil aos demais.
O mistério maior? A morte.
O pior defeito? O mau humor.
A coisa mais perigosa? A mentira.
O sentimento pior? O rancor.
O presente mais belo? O perdão.
O mais imprescindível? O lar.
A estrada mais rápida? O caminho correto.
A sensação mais grata? A paz interior.
O resguardo mais eficaz? O sorriso.
O melhor remédio? O otimismo.
A maior satisfação? O dever cumprido.
A força mais potente do mundo? A fé.
As pessoas mais necessárias? Os pais.
A coisa mais bela de todas? O amor.

Desejo a todos Boas Festas e um ano novo com muita paz e harmonia.
Um grande beijo e até 2011
Bjus
yvone

Very Merry Christmas to everyone and a new year full of peace and joy.
See you at 2011!
Cheers.

Alegria que contagia

imagem O Globo
Dias atrás, fazendo uma limpeza no meu correio eletrônico, ao abrir um dos antigos e-mails percebi que era um vídeo viral (vírus benignos que passam de mão em mão e nos infectam as caixas de e-mail). Percebi também que pela data (final de 2009) a intenção de quem me enviou era passar uma mensagem de Feliz Ano Novo (2009/2010). Por algum motivo não abri e também não lembro porque não joguei fora.

Gostei tanto do vídeo que resolvi postá-lo hoje por aqui mesmo sabendo que milhões e milhões de pessoas já viram antes de mim e que ainda me parece uma novidade total. Não dá para ver tudo. E, afinal, ver antes ou depois de todo mundo não faz muita diferença.

A Internet é infinita, muita coisa faz sucesso, não dá pra dar conta de tudo.
O importante é a descoberta, tanto faz quando ela acontece. O importante é ser feliz. E, acredite, este vídeo do Matt Harding é a síntese da felicidade.

O mais bacana do vídeo é ver a como a alegria espontânea e emocionante de um ser humano sozinho, é capaz de despertar em milhões de pessoas mundo afora, tamanho encantamento com imagens simples da incrível diversidade do mundo e suas culturas. Dançar, sozinho ou em conjunto é igual. E aí é que vemos como esse mundo é enorme e que uma existência só não dá conta de ver tudo.

Ultima versão editada em 2008, o Matt tinha visitado 42 países em pouco mais de 14 meses. Desde a Papua Nova Guiné às Ilhas Salomão.



Se você já assistiu tudo bem, se não, assista agora com olhos, ouvidos, alma e esperança, a esse exemplo tão conhecido e reconhecido, que mostra que a simplicidade é o caminho mais verdadeiro para encontrar a alegria, aquela que transcende o medo de ser livre.

Sobre Matt Harding aqui

Arroz de festa

Arroz de festa era ou ainda é pessoa que chega à festa antes de todo mundo, ou pessoa que não perde uma festa – Se o arroz de festa não foi, pode saber que então a festa era ruim.
Trocadilhos a parte, arroz de festa para mim é aquele arroz refogadinho de cada dia acrescentado de algum ingrediente especial.
Adoro arroz de todos os tipos, tanto que este já é meu terceiro post para falar do arroz.
Aquele cheirinho de arroz refogadinho inconfundível que invade a casa quase todos os dias hummm.
Bueno, hoje quero dar dicas e sugerir algumas idéias quanto ao preparo do acompanhamento mais famoso no Brasil e que não pode deixar de comparecer nas festas de final de ano - O arroz.
Clique para aumentar a foto
Uma coisa que eu aprendi nesses anos todos preparando menus de fim de ano para a família, é que o arroz não pode faltar e que sempre tem algum enjoado que só come arroz branco.
Por outro lado, descobri que é totalmente possível transformá-lo de acompanhamento em um protagonista da refeição a partir do arroz preparado da maneira tradicional - Cada cozinheira tem sua fórmula para que o arroz fique bem soltinho, portanto use a sua.
O mesmo caso serve também para o arroz integral.
Já postei aqui como faço meu arroz soltinho.

Dica: No dia quando estiver preparando o arroz da maneira tradicional, sugiro refogar no azeite dois dentes de alho, antes de fritar o arroz. Deixe-os inteiros, para que o gosto do alho não fique muito pronunciado. O resultado final é um sabor bastante sutil e ainda o bônus de comer os dentes de alho cozidos, que ficam bem delicados.

Dica: arroz branco, adicionando Curry ou açafrão dá cor e aroma, deve-se colocar esses tipos de condimentos antes de colocar água no arroz para cozinhar. Cuidado com a quantidade para não ressaltar demais suas características.
Com o arroz já pronto você pode preparar o “arroz de festa” com mais variações a cada nova refeição, e não corre o risco de estragar. Muitas vezes, dependendo da temperatura do ambiente, depois de algumas horas o arroz pode modificar o sabor por causa das misturebas.
Ingredientes como castanha-do-pará, castanha de caju, nozes, amêndoa, castanha portuguesa, avelãs, uva passas, damascos dentre outras... Inspiraram a criação de saborosas porções de arroz.
Castanhas são frutos oleaginosos possuem abundância de óleo, e, apesar de ser pequenas, suas características são bastante expressivas: é saudável, nutritivo... E um tanto calórico! Porém, os especialistas garantem que o consumo moderado não só é permitido, como indicado.

Na hora de levá-las para casa, dê preferência as que vêm com a casca, pois é dessa forma que seus nutrientes são preservados, outra dica é conservá-las na geladeira, evitando assim a oxidação.
Na hora de preparar basta triturá-las um pouco e misturar com o azeite, sem aquecer muito.

Porque azeite e manteiga
A maioria das receitas para incrementar o arroz branco leva azeite ou manteiga ou ambos.
O azeite estabiliza a temperatura da manteiga fazendo com que ela demore muito mais para queimar, e a manteiga por sua vez ajuda o azeite a dourar os ingredientes, acrescentando mais sabor.

Eu já uso no dia a dia azeite extra virgem para fritar, ou refogar. Aprendi num curso rápido sobre como preparar trutas, que quando misturamos o azeite que tem uma estrutura molecular menos densa, com a gordura da manteiga que é mais densa, o azeite ajuda a diluir essa gordura densa, aumentando assim o seu ponto de queima, e o melhor de tudo… Criando um sabor incrível!

Portanto, para conseguir sabor suave aqueça amêndoas, avelãs e outros tipos de castanhas na manteiga com um fio de azeite para que o arroz fique aromatizado.
Não deixe cozinhar. Afinal, não tem mais nada cru ali. Passas e frutas secas devem ser acrescentadas no final.
Com brócolis...
Com nozes
Gosto de preparar essas misturas em panelas wok, caçarolas, ou frigideiras grandes, acho que distribui melhor o calor e dá para finalizar tudo em uma única panela. No final é só mexer tudo delicadamente, corrigir sal e a pimenta.
Apague o fogo acrescente cebolinha verde fogo e transferir o arroz para uma linda travessa.
Que tal usar uma sopeira antiga com tampa para servir seu arroz?
Arroz integral com curry receita aqui
Com arroz no lugar de trigo, tabule fica parecendo um risoto geladinho, receita aqui
Abaixo salada de arroz integral com brócolis aqui
Com açafrão e frango
Com bacalhau e azeitonas pretas
Quer enformar?
O arroz é um alimento de extrema importância na luta contra a fome, além de ser um símbolo de identidade cultural e de união entre os povos. Afinal, quase 3 bilhões de pessoas em todo o mundo compartilham das tradições relacionadas a esse produto.

No sudeste da Ásia, muitos agricultores ainda comparam o grão de arroz a uma pepita de ouro!
No Japão, ele é considerado um autêntico símbolo da cultura nacional.
Na África Ocidental, as boas-vindas aos convidados são feitas com pratos de arroz preparados especialmente para eles.

Por tudo isso, o arroz é muito mais que um simples alimento. É sociedade, cultura, política, negócio e comunhão. Em outras palavras: arroz é vida.

Decoração de Natal com sobras da natureza

Eu gosto muito de olhar tudo o que tem por aí para dar uns toques que podem ser feitos com facilidade, rapidez, custo quase zero e que resultam em muito efeito.
Nesta época do ano, uma dessas coisas são as pinhas, fica tão bem à mesa, em aparadores, no lavabo, na cozinha e aonde mais sua imaginação permitir.
Caminhando esses dias em torno da região avistei dezenas de araucárias, basta olhar pro chão e você vai ver; pinhas abertas, fechadas, de vários tamanhos e em diversos tons naturais. Uma cesta cheia delas, fruteiras, bows, ou caixas com um estilo dá um tom rústico inconfundível.
caixa vi por ai, tá tão linda!
Essas separei para enfeitar com frutas frescas
Arranjos são uma ótima pedida: se você tiver um buffet ou uma estante que seja meio “central” na casa, use frutas vermelhas e verdes (e bonitas) num vaso/bowl de prata ou numa bela fruteira.  Ou uvas de todas as cores e tamanhos. Ou ainda frutas secas, em uma peça de vidro. Tudo isso dá bom resultado.
Como eu sempre digo, nas festas, use a melhor louça da casa. A minha tem um detalhe dourado e só isso já é festa. Dourado também é um toque lindo para o Natal. A coroa do abacaxi com pequenas bolinhas douradas (ou prateadas), agregadas também fica um charme!
coloquei encima da geladeira
Ramos ou galhos, naturais ou artificiais arrumados com bolinhas natalinas dão um toque a algum canto da casa.
cantinho da churrasqueira
olha o abacaxi ai gente!!
E ninguém resiste ao vermelho: se você fizer um belo arranjo de flores vermelhas em conjunto com suas folhas verdes, o Natal chegou e se instalou em sua casa.
Reserve um bom espaço para que este elemento fique bem aparente e pronto: um Natal brasileiro e natural.

A Mãe Natureza oferece-nos tantas coisas boas para uma decoração linda, original e 100% amigas da natureza.


Visualizações

Categorias