Uma arte, duas dicas e uma mensagem para entrar o Ano Novo com o pé direito

A arte - Iemanjá
Depois de quase 4 anos sem direito à férias e um pouco de silêncio ganhei de presente de aniversário de um dos meus filhos uma viagem a Salvador. Isso foi em outubro passado. Depois de alguns dias já mais relaxada e recebendo as boas energias que o mar sempre nos proporciona, resolvi incluir na lista de coisas gostosas pra se fazer longas caminhadas diárias descalça a beira mar. O que imediatamente fez aflorar em mim a veia artística que muitas vezes adormece em meio à agitação da megalópoles em que vivo.
Tinha pela minha frente milhares de conchas de todos os tamanhos e formatos dos mais variados. Pela manha já saia de casa com a sacolinha para recolher minhas conchas diárias. Trouxe as conchas, as imagens e tudo que achava que poderia servir para montar as minhas Iemanjás de Ano Novo.
Sem falsa modéstia acho que ficaram especialmente encantadoras. Trabalhei as peças com retoques na pintura da peça, bordei e colei contas, brilhos paetês, pedras, pérolas, espelhos, perfumes, flores secas já aromatizadas e tudo o que segundo a lenda Iemanjá mais gostava.

Todos os arranjos abaixo foram vendidos muito rápidos acho que quem as comprou ficaram hipnotizados (risos). Intuito alcançado eheh! 
Compartilho com todas minhas doces Iemanjás carregadas de Boas Energias.

Conhecida como- Iemanjá, Yemanjá, Yemaya, Iemoja ou Yemoja, é um orixá africano. O dia de Iemanjá não é 31 de dezembro - ela é cultuada em diferentes datas dependendo da região do Brasil. Ainda assim, é ela a grande homenageada na noite de Ano-Novo, mesmo por pessoas que não são ligadas às religiões afro-brasileiras, como o candomblé. 
Diz pesquisadores que tem a ver com o significado da água e seu poder de dissolver o indesejado, o mal.
Historicamente, o dia de Iemanjá é 2 de fevereiro. Celebra-se em 8 de dezembro a devoção a Oxum, deusa dos rios da fertilidade, da prosperidade e da riqueza. Oxum é a correspondente na fé católica a Nossa Senhora da Conceição a santa do dia no calendário litúrgico.
Você sabia que antigamente preparavam as festas para Iemanjá em segredo?
Em 1924 os pescadores Alípio Capenga, Satu e Fulô uniram-se aos peixeiros Olavo e Clementino Tanajura para dar festa pública em Salvador.
Na alvorada de 2 de fevereiro foguetório anunciou a surpresa e toda a Bahia assumiu a festa.

A necessidade que temos de nos sentir purificados,especialmente nesta época do ano, com certeza está relacionada ao desejo de renovação, de nascer de novo. O que queremos deixar para trás nessa entrada em outra etapa da vida, certamente não é algo que afastemos com um banho de mar, pular sete ondinhas, ou jogar flores para Iemanjá. Porém, o fato de realizar esses atos com a disposição mental - a intenção - de nos prepararmos para uma nova fase é no mínimo, uma maneira de entrar no clima e criar a motivação interna para que as coisas possam acontecer.

Dica Um - Banhos para boas vibrações na virada do ano
Fundadora da Universidade Livre Holística Casa de Bruxa ela conhece a mistura dos ingredientes certos em cada uma das situações - Dê uma espiada na dica bacana publicada hoje no Yahoo.


Dica Dois - Faxina espiritual e purificação para o Lar Doce Lar

Tudo começa com o mais básico: uma faxina física,para se livrar das tralhas acumuladas. É nessa casa mais ordenada que entra a faxina purificadora.
Encerrada a limpeza, a segunda fase da faxina espiritual é abençoar a casa. Agora, ela está como uma tela em branco, todas as portas estão abertas para qualquer coisa entrar. Mas não queremos em nossa casa qualquer coisa e sim algo bem especial. As bênçãos visam atrair o que desejamos. As águas-de-cheiro são uma forma simples de trazer boas vibrações para a casa. Para prepará-las coloque pétalas de flores, ervas frescas como hortelã, alecrim dentre outras ou casca de frutas em um pote de vidro com 3/4 de água mineral e 1/4 de álcool de cereais. Tradicionalmente, o pote deve ficar três horas exposto ao sol e 28 dias guardado à sombra.
Uma versão mais rápida é deixar o preparado ao sol por quatro horas e acrescentar de cinco a dez gotas do óleo essencial da planta escolhida.
A água-de-cheiro preparada é colocada em um borrifador (se necessário, complete com mais água mineral) e espalhada da entrada para os fundos da casa. Ao borrifar os cômodos visualize o que você deseja.
Varredura com rosas, a flor é passada, delicadamente sobre a cama do casal ou dos filhos, a mesa de refeições e outros lugares onde as pessoas se encontram e convivem afetivamente. É pura poesia.

Presentes em todas as religiões os rituais de purificação transcendem a simples limpeza física eles preparam a alma e a casa para inaugurar em paz e com alegria uma nova etapa da vida.

Uma notícia BOA Meia Amazônia Não

Recebi no e-mail esta semana uma boa noticia do Greenpeace e repasso a todos.
Olá
O ano de 2008 chega ao fim com uma boa noticia: Conseguimos evitar que o Projeto de lei 6424 o “Floresta Zero” fosse aprovado na Comissão de Meio Ambiente da Câmara dos Deputados! Muito obrigada pela sua participação na campanha Meia Amazônia Não. Seu apoio foi fundamental para essa conquista, mas a luta para manter nossa floresta inteira ainda não terminou. No próximo ano continuaremos trabalhando para que o PL 6424 seja rejeitado de vez e deixe de assombrar nossas florestas. Para isso, vamos precisar de sua ajuda mais uma vez. Queremos ter você ao nosso lado em 2009 para juntos construirmos um futuro mais verde, pacífico e justo.
Obrigada mais uma vez
Joana Guinle
joanna.guinle@br.greenpeace.org
Colabore com o Greenpeace assine Amazônia por inteiro


Obrigada a todos e um mega, hiper super esperançoso e renovador ANO NOVO!
Que venha 2009!!!!!!
Yvone Pereira
 

Talma Decor: O Natal aqui em casa

Natal - Restodontê


Dia seguinte a ceia natalina, dia 25 de dezembro, é sempre outro desafio.
O que fazer com as sobras? Como aproveitar os restos do peru, do chester, do pernil e outras delicias, agora todas desmilinguidas?... O negócio e “reinventar” o cardápio da ceia, aproveitar as sobras e esbanjar criatividade.

-Restos de aves como frangos e perus, podem virar ingredientes para uma salada ou até mesmo recheio para uma torta ou arroz de forno. Para isso basta desfiá-los bem e, claro, mantê-los na geladeira. Se não forem consumidos no almoço do dia seguinte, o mais prudente é congelar;
-Outra idéia é desfiá-los (separadamente of course) tudo em uma panela, junto com batata palha, palmito, salsinha e azeitonas sem caroço.
Misture bem, regue com azeite e cubra com queijo mussarela ou provolone. Leve ao forno por 30 minutos.
- Com o bacalhau que sobrou uma receita portuguesa bastante tradicional é transformá-lo em um omeletão - Fritada.
Basta desfiar mais o bacalhau, a sobra de algum temperos, misturar cebolinha e salsinha, bater os ovos e incrementar com mais alguns ingredientes que sejam do gosto da família.
Dica:
-Bata as claras em neve e, acrescente as gemas. Tempere com noz moscada. Junte ao bacalhau. Acerte o sal e a pimenta.

-Para o arroz você pode triturar nozes, as castanhas, as amêndoas e/ou as castanhas do Pará no liquidificador, misture com o arroz e leve ao forno. Fica bom demais!
Dica: Para o arroz parecer outro, basta acrescentar uma pitada de açafrão à mistura que dá outra cor e sabor. O mesmo vale para outras misturas com aves.
-Para o arroz ficar bacanérrimo, unte uma forma com um buraco no meio, amasse bem e vire num prato grande. Para enfeitar a volta, pode usar batatas palha, tomate cereja, ou o que sua imaginação quiser.


- Saladas como salpicão e maionese devem ser conservadas na geladeira e, o mais prudente é consumi-las até o almoço do dia seguinte.Dica: Se a salada estiver muito revirada, transfira para outro prato e enfeite ao redor com folhas frescas.
-Já aquele pedaço de tender ou pernil, que parece não ser suficiente para um novo almoço, sugiro que as peças sejam cortadas em fatias ou lascas para ser usada como recheio para lanche. É uma alternativa ideal para não perder a carne.
-Frutas rendem saladas de frutas com sorvete, sucos naturais, vale até cortar tudo o que sobrou distribuir em pequenas travessas com gelo embaixo para ficar beliscando.
Se você no dia seguinte vai sair ou viajar esqueça a idéia de comer sobras que vão rolar. Ou você congela tudo, ou distribua para quem precisa ou mesmo jogue fora os restos que não foram reaproveitados.

Nesse dia tudo pode ser mais informal, e um pouco mais tarde né?
Se a família esta toda reunida novamente, basta arrumar uma mesa com todos os pratos quentes, em outra deixar as frutas e sobras de outras sobremesas; Neste caso, deixe para colocá-las depois que todos já tiverem terminado a refeição.
Relaxe que no Ano Novo tem mais!

Boas Festas! Bom Natal! Tudo de bombom!

E você qual é a sua dica de reaproveitmento?

Vale a pena ver de novo


Não, não é a sessão da tarde da Globo é um desses textos que recebemos por email o ano todo, sobre as dores e delícias de ser o que somos. Chegam aos montes e eu sei que vocês já podem ter lido este e outros mais. Mas resolvi eleger UM que não me deixa esquecer sobre as pequenas lições que às vezes achamos que aprendemos e que nada! Nos pegamos brincando de super mulheres de novo sem se dar conta e sempre.
Eu já enterrei essa pobre coitada em mim, mas para não esquecer leio e releio, repito pra mim mesma na frente do espelho e peço que me lembrem a cada oportunidade:
EU TENHO O DIREITO DE ERRAR, POSSO ME CANSAR, RECLAMAR, FICAR DE SACO CHEIO, TRISTE, DEPRIMIDA, OU MAL HUMORADA...
E devo dizer NÃO e sem CULPA!


Deixo aqui então, um dos meus preferidos que rolou esse ano, e também o link da
martha medeiros para quem não a conhece e que muito provavelmente também vire sua fã.

Miss Imperfeita
Texto na Revista do Jornal O Globo

Eu não sirvo de exemplo para nada, mas se você quer saber se isso é possível, me ofereço como piloto de testes.

Sou a Miss Imperfeita, muito prazer.
Uma imperfeita que faz tudo o que precisa fazer como boa profissional,
mãe e mulher que também sou: trabalho todos os dias, ganho minha grana,
vou ao supermercado três vezes por semana, decido o cardápio das refeições, levo os filhos no colégio e busco, almoço com eles, estudo com eles, telefono para minha mãe todas as noites, procuro minhas amigas, namoro, viajo, vou ao cinema, pago minhas contas, respondo a toneladas de e-mails, faço revisões no dentista, mamografia, caminho meia hora diariamente, compro flores para casa, providencio os consertos domésticos, participo de eventos e reuniões ligados à minha profissão e ainda faço escova toda semana - e as unhas!
E, entre uma coisa e outra, leio livros.
Portanto, sou ocupada, mas não uma workaholic.
Por mais disciplinada responsável que eu seja, aprendi duas coisinhas que operam milagres.
Primeiro: a dizer NÃO.
Segundo: a não sentir um pingo de culpa por dizer NÃO.
Culpa por nada, aliás.
Existe a Coca Zero, o Fome Zero, o Recruta Zero.
Pois inclua na sua lista a Culpa Zero.
Quando você nasceu, nenhum profeta adentrou a sala da maternidade e lhe apontou o dedo dizendo que a partir daquele momento você seria modelo para os outros.
Seu pai e sua mãe acreditem, não tiveram essa expectativa:
tudo o que desejaram é que você não chorasse muito durante as madrugadas e mamasse direitinho.
Você não é Nossa Senhora.
Você é humildemente uma mulher.
E, se não aprender a delegar, a priorizar e a se divertir, bye-bye vida interessante. Porque vida interessante não é ter a agenda lotada, não é ser sempre politicamente correta, não é topar qualquer projeto por dinheiro, não é atender a todos e criar para si a falsa impressão de ser indispensável.
É ter tempo.
Tempo para fazer nada.
Tempo para fazer tudo.
Tempo para dançar sozinha na sala.
Tempo para bisbilhotar uma loja de discos.
Tempo para sumir dois dias com seu amor.
Três dias.
Cinco dias!
Tempo para uma massagem.
Tempo para ver a novela.
Tempo para receber aquela sua amiga que é consultora de produtos de beleza. Tempo para fazer um trabalho voluntário.
Tempo para procurar um abajur novo para seu quarto.
Tempo para conhecer outras pessoas.
Voltar a estudar.
Para engravidar.
Tempo para escrever um livro que você nem sabe se um dia será editado.
Tempo, principalmente para descobrir que você pode ser perfeitamente organizada e profissional sem deixar de existir.
Porque nossa existência não é contabilizada por um relógio de ponto ou pela quantidade de memorandos virtuais que atolam nossa caixa postal.
Existir, a que será que se destina?
Destina-se há ter o tempo a favor, e não contra.
A mulher moderna anda muito antiga. Acredita que se não for super, se não for mega top, se não for uma executiva ISO 14000, não será bem avaliada.
Está tentando provar não-sei-o-quê para não-sei-quem.
Precisa respeitar o mosaico de si mesma, privilegiar cada pedacinho de si.
Se o trabalho é um pedação de sua vida, ótimo! Nada é mais elegante, charmoso e inteligente do que ser independente.
Mulher que se sustenta fica muito mais sexy e muito mais livre para ir e vir. Desde que se lembre de separar alguns bons momentos da semana para usufruir essa independência, senão é escravidão, a mesma que nos mantinha trancafiadas em casa espiando a vida pela janela.
Desacelerar tem um custo.
Talvez seja preciso esquecer a bolsa Prada, o hotel decorado pelo Philippe Starck e o batom da M.A.C. Mas, se você precisa vender a alma ao diabo para ter tudo isso, francamente está precisando rever seus valores.

E descobrir que uma bolsa de palha, uma pousadinha rústica à beira-mar e o rosto lavado (ok, esqueça o rosto lavado) podem ser prazeres cinco estrelas e nos dar uma nova perspectiva sobre o que é, afinal, uma vida interessante'.

Martha Medeiros - Jornalista e escritora

8 coisas para fazer antes de partir


Este realmente é um desafio, que muda conforme o tempo, as experiências de vida e o estado de espírito de cada um.
Foi-me enviado pela Má Leite
Tô Aprendendo Ah, quero dizer que na verdade quem aprende com ela sou eu viu!
Então é o seguinte, é preciso escrever uma lista com 8 coisas que sonhamos fazer antes de ir embora daqui.
- Convidar 8 parceiros(as) de blogs amigos para responder também;
- Comentar no blog de quem nos convidou;
- Comentar no blog dos nossos (as) convidados (as), para que saibam da "convocação";
- Mencionar as regras.
Não creio que os meus desejos sejam muito diferentes do da maioria.
Talvez eu tenha uma vantagem, sobretudo em relação aos mais jovens, pois já conquistei muito, com filhos crescidos e andando com seus próprios pés e com uma vida equilibrada.
Na verdade, se olhar em perspectiva posso dizer que alcancei quase tudo o que queria e cheguei onde nem imaginava.
Então resolvi fazer uma lista das coisas que quero fazer antes de morrer.
São realizações pessoais, que além de experiência, me darão um senso de “estar completa” que nada mais daria. São coisas que pessoas satisfeitas com elas mesmas, conseguem sabem?

Vamos lá:
1 - Ver meus filhos realizados, o que, acho, é o desejo de todo mãe. Eles já fazem sucesso, mas quero vê-los ainda melhor.

2 - Ser avó.

3 - Já tive os filhos, já plantei árvores e agora resta
parir um livro que eu tenha orgulho de ter escrito e, que as pessoas que me conhecem e que o lerem sintam orgulho de me conhecer.

4 - Viver em paz, em casa, no trabalho, e em qualquer lugar. Acho que é imprescindível ter paz para que as coisas aconteçam.

5 - Espero chegar o dia em que seja requisitada e possa ouvir frases como: “Santinha, os mil dólares do próximo artigo já foram depositados na sua conta”.

6 -
Não me preocupar com dinheiro - Não tenho a ambição de me tornar milionária um dia, até porque escolhi a profissão menos indicada para ganhar dinheiro. Mas um dia terei todas as contas absolutamente pagas em dia, e um fundo de reserva que me permita comer onde quiser comprar o que eu quiser e viajar para onde quiser sem fazer cálculos mentais.

7 - Manter a saúde e com ela disposição para continuar inventando, criando e produzindo.

8 - Enfim, poder olhar para trás como foi minha vida e achar que valeu a pena.

Por tudo isso, posso afirmar que a vida, embora difícil às vezes, é boa. Vale vivê-la. Mas para vivê-la intensamente é preciso sonhar e os sonhos se dão sempre em direção ao futuro.
Os meus estão listados acima.

E como todo meme implica em novos convites, estendo a convocação às amigas dos blogs abaixo.
Quero saber, em detalhes, quais são as oito coisas que vocês querem fazer antes de partir.
Selinho Especial by Santinha

Rose http://casadecoraoartesecoisitasmais.blogspot.com/
Edna
http://omundodefadinha.blogspot.com/
Pri
http://ppguti.blogspot.com/
Andrea
http://andreaarteira.blogspot.com/
Val
http://brechodaval.blogspot.com/
Bia
http://decoracaovirtual.blogspot.com/
Ana Lucia
http://arteeefeito.blogspot.com/
Cris
http://cantodofengshui.blogspot.com/

Bons Sonhos!

Lentilhada de Ano Novo

Nesta época, muitas pessoas seguem alguns rituais para atrair sorte para o ano novo, muitos destes envolvendo os alimentos.
As crenças muitas vezes são originadas dos contos, lendas e da religião.
Dizem que a associação da lentilha ao dinheiro está relacionada com a história bíblica e que ela acabou virando a vedete na ceia do dia 31 de dezembro, pois seus grãos são arredondados e após o cozimento ela aumenta de tamanho, o que simboliza a riqueza e o dinheiro.
Se realmente a lentilha tem o poder de atrair dinheiro não é possível afirmar, mas que é um ótimo alimento está comprovado. Pois, é rico em proteínas, fibras, ferro e vitaminas.
Já que não é costume fazer este prato tão simples toda semana, aproveito todo dia 31 de dezembro para fazê-la e eu mesma produzi minha própria receita, que julgo sem falsa modéstia fácil é a mais gostosa até o momento.
Ah, lentilhada é um trocadilho à feijoada outro prato que eu adoro preparar.
Lentilhada da Santinha
1 pacote de lentilha (500 g)
250 g de costelinha de porco fresca
250 g de costelinha de porco defumada
250 g de lingüiça calabresa defumada
½ cebola média picada
1 colher se sopa de bacon picadinho
2 dentes de alho
1 xícara de chá de cebolinha verde e salsa bem picadinha.
óleo
Sal a gosto
Modis Operandi
Lave a lentilha
Não me deixa a lentilha de molho que não vai prestar!
E não use a panela de pressão para cozinhá-las. Já cansei de seguir esses conselhos de outras receitas e pelos insucessos materializados em papas e grudes sem textura eu garanto que dessa forma dá certo.
- Corte as costelinhas de porco, separando entre os ossos.
A costelinha defumada deve ficar um pouco de molho na água, para amolecer e sair um pouco do excesso de sal.
- Afervente as lingüiças, retire a pele e corte em rodelas de 1 cm.
- Coloque um pouquinho de óleo na panela, coloque o bacon picadinho e a costelinha de porco fresca e frite por alguns minutos.
- Em seguida acrescente a costelinha defumada e a lingüiça, deixe fritar tudo junto - Quando estiverem douradinhos, acrescente a cebola e o (alho por último para que não queime)picadinhos, refogue uns minutinhos.
- Cubra com água e leve para a pressão tempo suficiente para que as carnes fiquem macias, sem desmanchar.
- Escorra a lentilha e acrescente à panela, se necessitar coloque mais um pouquinho de água.
- Deixe alentilha cozinhar sem a pressão até fique macia, acrescente o sal necessário (lembre que o bacon a costelinha defumada já tem sal)
- Deixe ferver até que o caldo fique espesso, conforme sua preferência.
Transfira para uma bela sopeira e polvilhe a cebolinha e salsa fresca, e sirva com arroz branco e uma salada de folhas verdes para alegrar.
De sobremesa abacaxi e gomos de laranja enfeite com umas folhinhas de hortelã (tudo bem geladinho)!
Gente só esse prato e nada mais - É para forrar muito bem a barriguinha.
Eu garanto que vai surpreender a todos!

Vejo Flores em Você...


A falta de um vaso não é desculpa para a ausência de flores em casa.
Pequenas e singelas jarras de porcelana, bules, chaleiras, copos dentre outros objetos acomodam com muita bossa margaridas, rosas, camélias e até temperos que usamos com mais freqüência, uma idéia que permite unir o útil ao agradável.
Quase todo mundo tem por perto objetos queridos e esquecidos em algum canto de casa.
Algo que você comprou e não usa mais, um presente de uma tia, da mãe, da avó de algum parente ou amigo que insistimos em guardar como se fossem tesouros.
Que tal aproveitarmos esses objetos e dar novos usos a eles e resgatar as doces lembranças?
Aqui vão algumas idéias bem simples que já coloquei em uso para acomodar plantinhas e flores dentro de casa.

O mais importante mesmo é reservar um cantinho para suas plantinhas e abusar da criatividade.

Saindo do armário - Decoração com Pinhas

Essa semana aconteceu algo muito engraçado. Estou tão envolvida para terminar meus compromissos de final de ano, postar no blog, nas colunas as dicas de Natal que eu tanto gosto, que esqueci completamente de pensar o que ia fazer para decorar a nossa pousadinha para o fim do ano.
Pois bem, me mandei para lá (Mauá) na sexta passada e ao chegar depois de revirar o carro e mais 500 sacolas (gente não sei mais o que é descer do carro sem sacolas pra catar), percebi que justamente a que continha uns pequenos enfeites que comprei para juntar com o que já tinha por lá, não estava no carro! Ai... Eu até chorei de raiva...

Restou-me uma única opção; me virar nos 30 (risos) Sim havia umas caixas e sacolas com enfeites velhos guardados, tudo socado dentro de uma caixa, florzinha sem cabo, bolinhas de natal sem o encaixe, enfeitinhos jogados, fitas emboladas, metros e metros de luzinhas queimadas e por ai vai. Não adiantava mais chorar, tinha que fazer alguma mágica, ai pensei comigo: Na região tenho duas coisas em abundância; pinha e cedrinho.

Nessas horas é que a gente percebe como é importante exercitar a criatividade, apurar o olhar, e perceber atentamente as coisas que descartamos. Não raro encontramos muitas surpresas esquecidas nas caixas dentro dos armários que bem podem ser totalmente reaproveitadas, repaginadas ou inventar nova função para elas.
Para quem gosta de exercitar seus dons é uma oportunidade ímpar de contribuir para minimizar as conseqüências de tudo que vai para o lixo e, além disso, sentir a emoção de ver um trabalho seu pronto e quase de graça - É uma gostosura isso.









No caso das pinhas, lembrei-me na hora que a Talma disse não saber mais o que inventar de diferente para “as batidas” pinhas de Natal. Eu mesma confesso que também já não conseguia mais inventar nada com elas.
Ficou tudo muito simples, mas renderam vários pequenos arranjos para as mesas, a cozinha, lavabos, e outros locais.

Se quiserem fazer alguma o único truquezinho é ir enrolando os pequenos galhos de cedrinho nas pinhas. Não é necessário colar nada, é só ir espetando os pequenos objetos de modo que as peças não caiam com facilidade.
Outra coisa: O cedrinho dura bastante e mesmo sequinho fica bem legal.
O resto é com você.
Espero inspirar alguém a revirar suas caixas.

Vejam o selinho que ganhei da Ma enquanto estava fora. Amei isso!!
Ela se intitula de Tô aprendendo HãHã!!! – Vejam lá...

CONVITE - Blogagem Coletiva

Recebi convite do Lino Resende que agora repasso a todos para participar da blogagem coletiva no próximo dia 10 de dezembro.
Vamos engrossar a blogagem, dando a maior repercussão possível a ela, pois, juntos, podemos fazer a diferença e chamar a atenção para algo que necessitamos, e muito, que é o respeito pelos direitos humanos.


Para confirmar sua participação, acesse o blog do Sam - deixando um comentário e informando sua participação na blogagem.
É ele que estará coordenado a blogagem coletiva na língua portuguesa.


Participem, mas faça um pouco mais. Divulguem nos seus blogs, coloquem nas suas listas de e-mails. Informe e peça a seus leitores para participarem.

Aqui tem três modelos de selinhos para você escolher

Selo 01:
http://linoresende.jor.br/wp-content/uploads/selodh01.jpg
Selo 01: http://linoresende.jor.br/wp-content/uploads/selodh02.jpg
Selo 03: http://linoresende.jor.br/wp-content/uploads/selodh03.jpg


Mulheres Incríveis - Uma pausa...

Não conheço muitas coisas sobre ópera, mas já gostei de assistir a uma quando tive oportunidade. Imagino o que deveria ser assistir a uma das apresentações de Maria Callas.
Maria Callas (Anna Maria Cecilia Sofia Kalogeropoulos), de ascendência grega, nasceu em Nova Iorque, a 2 de Dezembro de 1923 - Ontem. É considerada a maior celebridade da Ópera do século XX e a maior soprano de todos os tempos.
Esta grande senhora faleceu em Paris, a 16 de Setembro de 1977. Se quiser conhecer mais consulte site
Wikipédia.

Callas entrou para a história da ópera por suas inigualáveis habilidades cênica. Levando à perfeição a habilidade de alterar a "cor" da voz com o objetivo de expressar emoções, e explorando cada oportunidade de representar no palco as minúcias psicológicas de suas personagens.
Callas mostrou que era possível imprimir dramaticidade mesmo em papéis que exigiam grande virtuosismo vocal por parte do intérprete - o que usualmente significava, entre as grandes divas da época, privilegiar o canto em detrimento da cena.
Elevada à categoria de “mito” e conhecida mesmo fora do círculo de amantes de ópera, ela criou em torno de si uma legião de entusiastas capazes de defender a todo custo os méritos da cantora.

Dias atrás assistindo a um trecho de um show da cantora Amy Winehouse, achei que Amy está cada vez mais parecida com a cantora de Ópera Maria Callas que morreu em 1977.
Seu visual retrô, delineador líquido preto pesado e lábios vermelhos parecem ser inspirados pelo estilo do ícone soprano. Vejam essas fotos.


Eu não a classificaria como uma heroína, pois não sei de nenhuma ação humanitária da cantora. Mas ela é simplesmente uma estrondosa artista. Seja drogada ou não, ninguém lhe pode tirar o titulo de ter uma maravilhosa voz a cantar. Meu vicio, todos temos alguns, tem sido ouvi-la quase todos os dias. Desses vicios eu gosto. Para mim tanto faz a dependencia quimica dela ou não. Não é nenhuma doença que contamina e mata outros, mas é um problema pessoal, de cada um, porque havemos nós de julgá-los!!!

Amy-Jade Winehouse, nasceu em Londres, 14 de setembro de 1983.
É cantora e compositora de soul, jazz e R&B do Reino Unido, primeiro álbum de Amy, Frank foi muito bem recebido, comercial e criticamente.
O segundo álbum, de 2006, Nack to Black, deu a ela seis indicações ao Grammy awards, das quais ela venceu cinco.

Ai se eles descobrem Marilia Pêra, vão saber que ela é a própria Maria Callas!

Só mais uma coisinha: que fase será que Amy Winehouse se inspirou em Maria Callas quando surtou e ficou loira?

Eu lamento!


Visualizações

Categorias